https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Negra escuridão

 
NEGRA ESCURIDÃO

O dia foi-se, chegou a negra escuridão,
meus olhos se fecharam em corpo,
deitado no colchão.

Revi o filme do dia,
vi gentes de diferentes fisionomias,
revi rostos de amigos,
ouvi falas de alegria,
de tristeza e de chalaça!

Quando chega a noite,
a noite tudo amordaça
com sua negra escuridão.

Meu corpo deitado, no colchão,
só?... não.

A meu lado um corpo amigo,
já dormia consigo,
eu fiz o mesmo:
dormi comigo.

Na vida somos todos irmãos,
todos amigos, todos vivendo juntos,
mas cada um vive e dorme consigo
e nem sempre de si amigo!

Quantas vezes, deitado no colchão,
um corpo, com outro corpo a seu lado,
não dorme só com a solidão?


Figas

 
Autor
Figas
Autor
 
Texto
Data
Leituras
415
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 06/06/2014 11:16  Atualizado: 06/06/2014 11:16
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Negra escuridão
A noite sobressalta as feridas que tentamos lavar, faz subir a solidão e erguer o silêncio,
ainda assim eu amo a noite.

Gostei de ler.