https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Lágrimas de amor

 
Tags:  amor    mãe  
 


Ajoelho-me a teus pés
Remendo um rosário de orquídeas
E beijo o chão, para que possas caminhar
Sem frio, embalo-me dentro do útero que nunca sai

Tenho medo mãe, que não voltes acordar,
Que os teus braços tombem
Sobre o meu corpo desprotegido
E naufrague sobre o deserto dos meus olhos

Os passeios ficarão manchados
De passos desconhecidos, e eu espessura voraz,
A impiedade que ascende de todas as pedras
À procura dos teus passos

Agora, recordo essa criança que ferve no teu sangue,
Correndo pelos teus anos, levados pelo seu canto confidente.
Um dia serei como tu, talvez, quando as andorinhas chegarem.

Conceição Bernardino


A coragem é a primeira das qualidades humanas porque garante todas as outras.
Aristóteles

meu Blog - http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Blog da Lavra...Boletim de Poesia - http://lavraboletimdepoesia.blogspot.com/

@cartascemremetente

 
Autor
Conceição Bernardino
 
Texto
Data
Leituras
944
Favoritos
6
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
66 pontos
6
6
6
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
fernandobarbosa
Publicado: 05/06/2015 14:44  Atualizado: 05/06/2015 14:44
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2008
Localidade:
Mensagens: 706
 Re: Lágrimas de amor
A mãe que Deus nos deu é merecedora de todos os encantos, mais que tudo na vida, pela vida que ela nos deu…assim também a sua mãe, pela manifestação da beleza das palavras escritas, não existirá amor maior, a quem se possa devotar. A poesia está soberba, magnífica, dotada de afetos tais, que só esta recetividade mútua, entre mãe e filha é possível entender. assim como a leitura da poesia, diria, obrigatória.
Com amizade sincera, Fernando

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 05/06/2015 15:47  Atualizado: 05/06/2015 15:47
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9304
 Re: Lágrimas de amor
Bom dia Conceição, teus versos enredam uma personagem buscando guarida para as adversidades deste universo perverso, em suas memórias de um aconchego uterino, onde os riscos não passavam de sensações ruins, e os afagos promovidos pela sua genitora eram práticas corriqueiras, parabéns pelo redundante poema, eu te desejo um final de semana de muitas satisfações, um abraço, MJ.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 05/06/2015 16:46  Atualizado: 05/06/2015 16:46
 Re: Lágrimas de amor
*impossível desassociar a poeta e a mulher/pessoa/filha que és!
Sinto como tu...tive esses momentos com meu paizinho que se foi...agora cumpro a mesma missão com minha mãe.
Minha sensibilidade sente a tua...e eu te admiro em todas as esferas!
beijoka*

Enviado por Tópico
fernandobarbosa
Publicado: 05/06/2015 17:07  Atualizado: 05/06/2015 17:07
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2008
Localidade:
Mensagens: 706
 Re: Lágrimas de amor
A mãe que Deus nos deu é merecedora de todos os encantos, mais do que tudo na vida, pela vida que ela nos deu. Assim também a sua mãe, pela manifestação da beleza das palavras escritas, não existirá amor maior, a quem se possa devotar.

A poesia está soberba, magnífica, dotada de afetos tais, que só esta recetividade mútua, entre mãe e filha é possível entender. assim como a leitura da poesia, diria obrigatória.

Com amizade sincera, Fernando.

Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 05/06/2015 17:08  Atualizado: 05/06/2015 17:08
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3962
 Re: Lágrimas de amor
Que lindo, que lindo!
Amei!
Um beijinho!


*-*

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 13/06/2015 04:03  Atualizado: 13/06/2015 04:03
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Lágrimas de amor
penso que vamos inacabados por dentro. o poema? forte e belo na mesma medida. bjs