https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Divagação do Poeta

 
Tags:  divagação  
 
Divagação do Poeta

Meus lábios, brasas ardentes,
beijam teu corpo desejado
como ferros incandescentes
que, de amor, te marcam ávidos.

E o teu sabor a sal gotejante,
perlando copioso em gotículas,
aguça-me os sentidos eruptidos
que forçam esta união perfeita.

Os murmúrios contidos soltam-se
em gritos; o marulhar das ondas
desfaz-se rugindo nos recantos
mais secretos e o eco se perpetua.

As minhas mãos se enleiam fortes,
mas suaves, em jugo consentido.
Porque, meu amor, se te perco
serei um náufrago na eternidade.



Poet@ sem Alm@
João Loureiro


Open in new window

Lisboa, 11/06/2015
 
Autor
Poeta.sem.Alma
 
Texto
Data
Leituras
393
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/06/2015 11:12  Atualizado: 12/06/2015 11:12
 Re: Divagação do Poeta
Impossível não ler-te poeta!

Belo!

Abraço,

*Anggela*