https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

escuro

 
******************
*******************
********************
*********************
**********************

fazia poemas e pequenos ensaios

sabia o que sabiam sobre escuro

lia sobre o escuro inúmeros livros

sempre com a lamparina acesa


alguns anos de solidão - blogue

"ah, meu deus do céu, vá ser sério assim no inferno!"
- Tom Zé


 
Autor
Caio
Autor
 
Texto
Data
Leituras
438
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Margô_T
Publicado: 01/07/2016 11:35  Atualizado: 01/07/2016 11:38
Da casa!
Usuário desde: 27/06/2016
Localidade: Lisboa
Mensagens: 277
 Re: escuro
Até para se ler sobre o escuro é preciso uma “lamparina acesa”…
O contraditório existe nos mais pequenos momentos.
Mas saber o que se sabe sobre o escuro é saber sobre o escuro em si ou simplesmente saber o que os outros sabem sobre ele, mantendo sempre uma luz acesa para a saber ver com um outro olhar, com um outro sentido; e a poder, quiçá, exceder... sabendo o que os outros sabem, e sabendo que o que os outros sabem pode não ser o que se quer, de facto, saber, mas sim a melhor maneira de a fintar, acendendo todas as luzes… com seus ensaios e poemas.
Um poema que diz muito só com quatro versos.
Gostei.