https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

às vezes quando

 
às vezes quando
nossos pensamentos estão todos errados
e o café
o cigarro
são nossa única tranquilidade

quando tudo se perde
o amor
o sonho
o sono
mesmo nossa verdade

quando a gente pega
tudo quanto a gente acredita
e põe numa betoneira

pra cimentar as amarguras
não sei

quando tudo nos destrói
e o herói não chega

a gente não tem nada
eu não tenho

nem sono
nem sonho
nem amor

nem mesmo betoneira
nem verdade

só resta mesmo a amargura


alguns anos de solidão - blogue

"ah, meu deus do céu, vá ser sério assim no inferno!"
- Tom Zé


 
Autor
Caio
Autor
 
Texto
Data
Leituras
392
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
46 pontos
4
5
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/02/2016 11:00  Atualizado: 09/02/2016 11:00
 Re: às vezes quando
ficou óptimo. um abraço

Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 10/02/2016 02:02  Atualizado: 10/02/2016 02:02
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3397
 Re: às vezes quando
às vezes quando

nem sempre amargando.

às vezes a gente se encontra

beijinho da easter

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 11/02/2016 05:55  Atualizado: 11/02/2016 05:55
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3687
 Re: às vezes quando
essa da amargura é que eu não esperava, ou antes o terminar o teu texto em "amargura", mesmo que nada se tenha, nem... nem... nem... que se compre uma betoneira (ou mesmo que seja alugada), para aplainar "às vezes quando", porque o café e o cigarro, afastam o tal herói que jamais chega (deve ser alérgico). Que tudo se perca, mas que tudo renasça por mais uma vez.
Gostei.

Obrigado.

Agradeço-te

Enviado por Tópico
MaryFioratti
Publicado: 03/07/2016 02:24  Atualizado: 03/07/2016 02:24
Colaborador
Usuário desde: 09/02/2014
Localidade:
Mensagens: 2376
 Re: às vezes quando
Nossa que lindo esse! Quantas betoneiras eu precisaria na minha vida.
Mas acho que voce pode pegar essa amargura, emprestar uma betoneira, e fazer uma mistura assim de alegria com sonhos.
Abracos!
*Mary Fioratti*