https://www.poetris.com/
 
Textos : 

como as flores

 


alguns anos de solidão - blogue

"ah, meu deus do céu, vá ser sério assim no inferno!"
- Tom Zé


o poema deixou-se cair entre garrafas

vazias e memórias de cabelos loiros

os olhos vagos traziam palavras,

versos, rimas perfeitas

o poema deixou o choro misturar-se

a uma última dose de uísque


o poema trazia entre os dedos

um cigarro e folhas amassadas



o poema, como as flores,

adormeceu no estrume

e sonhou com aplausos

________________________________


inspirado em poema da difamação do poema
 
Autor
Caio
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1174
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
33 pontos
9
0
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/11/2012 22:42  Atualizado: 17/11/2012 22:42
 Re: como as flores
Deu até para visualizar a cena garrafas vazias o poema que outrora fora difamado agora tomando todas, tadinho adormeceu desconsolado.


Enviado por Tópico
MaryFio
Publicado: 18/11/2012 02:57  Atualizado: 18/11/2012 02:57
Da casa!
Usuário desde: 28/09/2012
Localidade:
Mensagens: 479
 Re: como as flores
Gostei muito do poema, Caio.
Visualizei a cena... e pobre do poema, morreu sem
aplausos.
Gostei do titulo - e da comparacao.

Abracos,
~Mary~


Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 18/11/2012 03:09  Atualizado: 18/11/2012 03:09
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8356
 Re: como as flores
olha, queres que te diga? poema de merda! aplauso às nádegas que o pariram.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 18/11/2012 07:21  Atualizado: 18/11/2012 07:21
 Re: como as flores
Caio, se continuares a escrever assim vou ser teu fã, e quem sabe, na emoção do momento, deixe aqui ficar um ramo de flores!..haha. Agora que ficou óptimo, ficou! Abraço luso.


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 19/11/2012 01:33  Atualizado: 19/11/2012 01:33
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: como as flores
tô com a roque!
avé vento bom, sem acento (apenas verbo)
bjs