https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Deus frágil

 
Ai este Deus frágil que nos tocou!...
valha-nos Deus com ele

Deus, afinal, é tão efémero como nós
Não me parece que sobreviva à nossa morte.
Se sentimos o abandono, à nossa sorte
É de crer que, ao morrer, estaremos sós


Tenho para mim
(meu Deus do Cèu)
oxalá, não me resvale pró engano,
que, Deus é ateu!...
Ou é cigano?


 
Autor
Norberto Lopes
 
Texto
Data
Leituras
725
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 28/05/2016 17:27  Atualizado: 28/05/2016 17:27
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8368
 Re: Deus frágil
fantástico, ateu ou cigano, ainda assim de todos quando aperta, ou não ? eheh


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/05/2016 01:18  Atualizado: 29/05/2016 01:18
 Re: Deus frágil
O poema é muito bom mas a mensagem que carrega eu não concordo!

Enviado por Tópico
Nininha
Publicado: 29/05/2016 17:00  Atualizado: 29/05/2016 17:00
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2016
Localidade:
Mensagens: 1717
 Re: Deus frágil P/ Norberto Lopes
Olá Norberto Lopes;
Desde que haja respeito por todos, o que importa se é ateu, se é cigano...poesia é isto, este "não querer mais que bem querer" e espicaçar as mentes, vestir as palavras, ou despi-las de todo! rsrs
Parabéns pelo texto e obrigada pela partilha!