https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

tulipa

 























a mão folha a núbil tulipa
num zelo ágil de Primavera

entre os dedos desdobra as pétalas
refolhos tenros e suaves
cálida flor de feltro
na sanja do jardim

a mão entreaberta toca
a pétala dobada a sucos
exala almíscar, perfume
por entre os sulcos

na ponta das pétalas de seda
sensualmente nutridas
ao fundo, a fonte que inspira
trovadores e profetas

nas pétalas flora a monja carmesim
meretriz que sacia a mão
mão que talha a vida das palavras

guardiã de imortais segredos
mata a eterna fome da boca
e no útero colhe o gérmen
tulipa, mãe da humanidade






















Zita Viegas















 
Autor
atizviegas68
 
Texto
Data
Leituras
578
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
21 pontos
15
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 21/08/2016 17:28  Atualizado: 21/08/2016 17:28
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1718
 Re: tulipa
Poema rubro e ao rubro.
No corpo do poema a tulipa, flor descarada, como gostoso e descarado o é.
E cúmulo dos cúmulos quis-se que o início fosse um descaramento... como este.

Bj


Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 21/08/2016 18:33  Atualizado: 21/08/2016 18:33
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4096
 Re: tulipa
Olá,

Uma das minhas flores preferidas.
Gostei muito da delicadeza sensual deste poema.


Beijinhos


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 21/08/2016 18:36  Atualizado: 21/08/2016 18:36
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16588
Online!
 Re: tulipa
Poetisa
Sensual e delicado são as palavras que definem esse poema!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Nininha
Publicado: 21/08/2016 22:03  Atualizado: 21/08/2016 22:03
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2016
Localidade:
Mensagens: 1717
 Re: tulipa P/ atizviegas68
Olá Zita;
Gostei de ler nas pétalas da túlipa o desejo camuflado e ao mesmo tempo descarado! Fantástico! De uma riqueza vocabular muito bonita e ótima sonoridade! Obrigada pela partilha!


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 22/08/2016 01:35  Atualizado: 22/08/2016 01:35
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15403
 Re: tulipa
Tem uma forma única e erudita se confeccionar textos. Gosto e aprendo muito contigo. Abraços, Zita.


Enviado por Tópico
Margô_T
Publicado: 25/08/2016 09:21  Atualizado: 25/08/2016 09:21
Da casa!
Usuário desde: 27/06/2016
Localidade: Lisboa
Mensagens: 298
 Re: tulipa
Um poema impregnado de uma sensualidade que se adivinha entranhada por entre estes movimentos ténues e sagazes com que conduzes o olhar do leitor enquanto descreves, minuciosamente, os “refolhos tenros e suaves” da “pétala dobada de sucos”, contendo “sulcos e “pétalas de seda”.
O conduzir das polpas dóceis dos dedos por esta fonte que inspira “trovadores e profetas” contém múltiplas alusões - ora fugidias ora manifestas – que selam o aroma intenso de todo o verso nesta “cálida flor”.
“num zelo ágil”, a Primavera acontece no teu poema, desabrochando nas palavras carmesins que o fazem latejar…
sendo que dos “imortais segredos” se deixa antever apenas o suficiente para que a “fome” do verso não se acabe, deixando-a perpetuar em nós num delicado enredamento.

Bjs



Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 25/08/2016 11:51  Atualizado: 25/08/2016 11:51
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: tulipa P/atizviegas
Amiga que extraordinária maneira de encapotar com subtileza o gineceu da natureza num poema impecável
e belo, felicito-a ! Um beijinho e uma túlipa amarela!
Vólena