https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Uma Serpente No Paraíso

 
Bravejas, monstruosidade indolente!
Sibilas, língua longa e bifurcada,
Paradisíaca e pestilenta serpente,
Que deixaste a maçã envenenada!

Enganas, Víbora, multidão de gente
Com a tua crua palavra desgraçada!
Comas pó! Arrastas teu ventre doente
Por esta Terra que deixaste arrasada!

Destilas teu veneno, reles réptil,
Que por tua boca sobra e sobeja
Esparramando furor, fel e espuma!

Aqui não terás bondade nenhuma
Pois nasceste para seres vã e vil;
Para que o irmão mate outro... Por Inveja!



Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
380
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
14
5
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 09/06/2017 00:33  Atualizado: 09/06/2017 00:33
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1365
 Re: Uma Serpente No Paraíso
Desde a anatomia, à languidez e à toxicidade, tudo se vive no paraíso! Supreendente é a serpente sempre sair ilesa do paraíso!
Um dia, provará a maçã que há-de ter o veneno da sua perdição.
Bem construído. Tema clássico. Gostei imenso da leitura.
Um abraço do mar


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 09/06/2017 03:44  Atualizado: 09/06/2017 03:46
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Uma Serpente No Paraíso/ PARA GYL
Soneto incrível cujo mito da Serpente dá o tom multifacetado, onde palavras fortes, compõem esse canto poético, instigante para a imaginação fazer um exercício de interpretação fabuloso.

Quem sabe é por aí o começo para compreender de onde se origina o arquétipo , matriz de toda a miséria humana?

Bravos Gyl, só você mesmo pra se aventurar num soneto, com temática essencialmente mística!

Beijinhos da amiga e fã!


Enviado por Tópico
Absalao
Publicado: 09/06/2017 08:14  Atualizado: 09/06/2017 08:14
Da casa!
Usuário desde: 03/08/2013
Localidade: Moçambique, Maputo, Manhiça
Mensagens: 318
 Re: Uma Serpente No Paraíso
Uau!!
Gostei deste poema.

Bem escrito e dito.

Parabéns, poeta.

Abraços.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/06/2017 11:26  Atualizado: 09/06/2017 11:26
 Re: Uma Serpente No Paraíso
há uma certa ironia no destilar de tanto ódio contra a serpente. Talvez fruto já de seu veneno. :)

o soneto é bom e a métrica tá quase no ponto. Aprender sobre elisão de vogais no verso é o próximo passo, assim como acentuação regular das tônicas


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 10/06/2017 06:21  Atualizado: 10/06/2017 06:21
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: Uma Serpente No Paraíso
Gosto de textos que dizem da vileza que no fundo há em todo ser humano. Todo mundo tem ao menos uma guardada no seu saco de maldades.
Bjos Gyl


Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 10/06/2017 15:15  Atualizado: 10/06/2017 15:15
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: Uma Serpente No Paraíso
Gyl,

O mundo está mesmo cheio de veneno viperino.

Bela crítica social num soneto muito bem construído.

Um abraço
Nanda


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/06/2017 11:53  Atualizado: 12/06/2017 00:40
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29256
 Re: Uma Serpente No Paraíso
Na o mundo esta cheio de serpente onde começando pelos políticos, que faz de sua temperas verdadeiros veneno conta a população