https://www.poetris.com/
Poemas : 

O florir da flor

 
Tags:  vida    flor    aflorar    florir.florido  
 
De torpe arbusto baldio ao meio,
À perfeição de diva o anseio
Teima a flor em florir;

Entre espinhos e queixumes,
Vislumbra do cume o caminho se abrir
Sem quedas descortinar, nem aos lumes.

Úmida, de orvalhado sol aquecida,
De se abrir não resiste o desejo
E por fim mergulhar na vida, florida.

Acúleos hão e os hão de sobejo
Mas a chuva pressaga lhe verá ao jardim
A ababelar das abelhas o festejo

Falta-lhe pouco; de vigor e de sorte,
Do néctar forte que lhe vem da raiz
Por um triz resultado da vida e da morte

A sorte, a seus pés, lhe vem do chorume.
Da morte das folhas onde o verme rasteja;
Fusão pútrida, fétida, mórbida,

... benfazeja!

Teima a flor em aflorar e florir o jardim
E às borboletas e às abelhas poder ofertar
A vívida vida brotada do fim.

 
Autor
Manito
Autor
 
Texto
Data
Leituras
196
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/06/2017 03:36  Atualizado: 30/06/2017 03:36
 Re: O florir da flor
É um ciclo sem fim. Alimentava abelhas, se alimentava do solo. Agora alimenta o solo.

muito bom