https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

POR UMA NOITE!

 
PROSA Nº 1- POR UMA NOITE! – Primeira parte


Por uma noite quero- ti, por uma noite desejo – ti.
Numa noite lua cheia, nas alvoradas da distancia, vaguei-me em pensamentos ancorado em sua voz, doce e delicada, dizendo " por uma noite".
Por uma noite quero- ti! Por uma noite desejo ti!.
Nas janelas do meu quarto, vendo o tempo passar, as horas, o cantarolar dos galos, a boémia da madrugada, os uivos atroantes dos cães. O falar dos gajos, que entre copos, embriagam na arte da retorica, o atrupido dos carros a passarem, adivinhava se sua vinda, esperei, esperei, dizendo: por uma noite.


Por uma noite quero ti! Por uma noite desejo ti! A noite aparentava não mas ter fim, punindo me com a sua ausência. Mesmo apimentando-a, com a aroma dos seus doces lábios, sentia um sabor amargo, o sabor da amargura e solidão, pois me a andar constantemente da janela ao pé da cama, estava numa terrível inquietude, e sóbrio desejo de ter ali nem que seja por uma noite.

Adilson Pinto - 01/02/2017

 
Autor
adilson-Pinto
 
Texto
Data
Leituras
217
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.