https://www.poetris.com/
 
Textos : 

Os filhos incógnitos

 



Não me deixei cair na mesquinhez de lamentações fúteis, os meus olhos negros escondiam uma menina órfã que rapidamente moldou uns belos seios de mulher, desejei-os antes de os entregar à ira da mediocridade dos ladinos. Quis ser a primeira a tocar-lhes; sem pudor despir-me em frente ao espelho, (única peça que adornava o meu quarto), suavemente deslizei os dedos sobre os mamilos adornados de seda, endurecidos de deleite que pediam que me penetrasse, e, num vaivém de uma dança mística amei o meu corpo pela primeira vez, brindei-me com um cocktail de sabores delirantes.
Finalmente tinha-me encontrado com o meu corpo, ergui-o da vegetação, da pena incondicional a que o entregara com nojo de ser mulher. O mundo da “Besta” incompleta que me paralisara tinha fenecido, no momento em que pari a própria vontade de me parir; jurei não rezar mais hóstias bolorentas nem jejuar a fome da impunidade de um cão que se ajoelhava na missa à caça de mais um petiz para o seu cardápio. Voltei pela última vez ao adro da igreja, precisava de o olhar, (no olho que ainda lhe restava), no preciso instante tive a certeza que o seu sadismo não coligia rostos, havia de o matar da mesma forma que ele matou a criança no túmulo do meu corpo.


A coragem é a primeira das qualidades humanas porque garante todas as outras.
Aristóteles

meu Blog - http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Blog da Lavra...Boletim de Poesia - http://lavraboletimdepoesia.blogspot.com/

@cartascemremetente

 
Autor
Conceição Bernardino
 
Texto
Data
Leituras
266
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
3
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 13/04/2018 00:06  Atualizado: 13/04/2018 00:06
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15149
 Re: Os filhos incógnitos
Caramba! Que texto forte, expressivo, existencial! Impressionante a riqueza vocabular e as expressões penetrantes que prendem o leitor até o fim. Cabe várias interpretações. Fico com a minha e, confesso-te, que gostei muito. Beijos, Conceição!

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 13/04/2018 17:52  Atualizado: 13/04/2018 17:52
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16132
 Re: Os filhos incógnitos
Poetisa
Forte! Gostei imensamente!
Abraço!
Janna

Enviado por Tópico
RaipoetaLonato2010
Publicado: 21/08/2018 09:05  Atualizado: 21/08/2018 09:06
Colaborador
Usuário desde: 13/03/2010
Localidade: Paulínia-SP
Mensagens: 2668
 Re: Os filhos incógnitos
A leitura desse texto, nos faz refletir sobre a descoberta do corpo e o sublime momento ao tornar-se a mulher que se liberta de todos os dogmas.