https://www.poetris.com/
Poemas : 

Anjo

 
Nos meus dias tristonhos
Que parecem não ter fim
Desejo-te perto de mim
Bálsamo dos dias medonhos.

Parece que querubins risonhos
Acalmam-me acalantam, enfim,
Talvez seja anjo, arcanjo, Serafim
Ou tu povoando os meus sonhos.

Tens o dom de me tornar manso
Com o teu jeito de me amar severo,
Minha Cara amada de cada dia.

Em ti eu encontro o descanso,
O sacrossanto repouso qu'espero
Para decantar-te em nossa.. Poesia!






Gyl Ferrys

Nos pensamentos tristonhos
Que parecem não ter fim
Desejo perto de mim
Bálsamo em dias medonhos.

Acho querubins risonhos
Que a calma acalanta, enfim,
O anjo, arcanjo, Serafim
Ou tu povoando os sonhos.

Tens dom em tornar-me manso
Com jeito de amar severo,
Cara amada em cada dia.

Em ti encontro o descanso,
repouso santo qu'espero
Para cantar...Poesia!



 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
165
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
38 pontos
6
4
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 14/04/2018 22:50  Atualizado: 14/04/2018 22:50
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1115
 Re: Anjo
E com o canto se fez os versos.. que a poesia transformou em anjo! Bonito poema. Beijos.


Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 15/04/2018 13:00  Atualizado: 15/04/2018 13:00
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 5671
 Re: Anjo
... e essa cara foi bem decantada nesse belo soneto que deixa encatado quem aqui passar.

Abraço!
upanhaca


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 15/04/2018 16:02  Atualizado: 15/04/2018 16:02
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 11697
 Re: Anjo P/Gyl
Poesias risonhas, dormindo com os anjos é decerto um acordar manso...lindo! Abraço Vó