https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Amanhece

 
Na boca da noite estrelaram astros
Que cospem cometas pelo empíreo
Para tormentos de uns deuses doentes
Que temem cair em Terra arrasada.

No ventre do dia uma lágrima corre
A procura de um lugar, uma lagoa
Onde as brumas sonham ser nascidas
Ou em piscinas de risos escondidos.

No peito do monte mora um ermitão,
Um eremita que dormita entre rochas
Entre tochas carregadas de vapores
Sem valores mito ou arqueológicos.

Uma gota que um dia foi tempestade
Aguarda ansiosa por se tornar oceano.
Um grão de areia que um dia foi furor
Espera que uma rosa faça raiz em si.

Lá longe, entre o meu e o teu horizonte
Há uma prece não dita, beijo não dado
Sonho não sonhado, abraço não recebido
Do meu provável inimigo.

Entre unhas e travesseiros há cor
E o som bom do silêncio que impera
Tende a ser um grito hirto de mudez
De nudez enérgica, de eficiência poética.

Tudo que eu te digo ou transmito
Por mais que eu rasgue a crisálida
Eu sempre vestirei a indumentária
De um velho dromedário australiano.

Por mais que eu minta ou que mate
Aquilo que renasce mais forte todo o dia
Hidra hercúlea do sul da América do Sul,
Pois, de repente, sou serpente esfíngica e latina e devota que ora, que te abomina , que te lambe e te devora.

Sou o tear que madrugadas tece.
O vapor tenebroso que advém do aço.
Sou muito mais do que digo ou faço
Sou a mão que bate e que em ti... Amanhece.


Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
336
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
66 pontos
18
8
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 29/05/2018 20:03  Atualizado: 29/05/2018 20:03
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1936
 Re: Amanhece
belo


Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 29/05/2018 21:42  Atualizado: 29/05/2018 21:42
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6405
 Re: Amanhece
Neste vasto mundo que nos abriga, há inimigos por todo o lado, porém, Deus está acimma de tudo. Um dia, esse beijo não dado, esse sonho não sonhado, esse abraço não recebido, será dado, sonhado e recebido com toda a bondade do coração e seriedade da alma.

Belo poema! Adoro passar por aqui e embebedar-me com mais um encanto dos teus lindos poemas.

Abraço!
upanhaca


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 29/05/2018 22:26  Atualizado: 29/05/2018 22:26
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12509
 Re: Amanhece P/Gyl
SUBLIME! Abraço desta perene admiradora Vó


Enviado por Tópico
karinna*
Publicado: 30/05/2018 01:10  Atualizado: 30/05/2018 01:10
Super Participativo
Usuário desde: 26/11/2017
Localidade:
Mensagens: 163
 Re: Amanhece
*teu lirismo e zelo pela palavra me enternecem.
Rica composição! Sempre um prazer renovado ler-te.
Beijoka*


Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 30/05/2018 09:05  Atualizado: 30/05/2018 09:06
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1587
 Re: Amanhece
Não me apetece transcrever o poema todo para destacar uma estrofe ou um verso.
Volta e meia dá-me para a perguiça mais do que gostaria.

Ele exige.
Dificilmente algum poema teria mais eficiência poética que este teu.

Engraçado que eficácia se foque no resultado. Eficiência na qualidade do caminho que se percorre.
A tua, poética, neste, é envolvente. Cativa a vários níveis.
Parece-me dividida numa primeira parte até à quarta estrofe inclusivé, e na segunda parte a ligação mantém-se mas faz um desvio de dedicatória.

Adoro as rimas da terceira estrofe. As metáforas da quarta. A violência da quinta. Do raio do "dromedário". Do verso extralongo da nona.
Da rima canónica na última (sim eu gosto de rimas, assim perdidas numa das estrofes, ou a meio verso).

venham mais destes!

Abraço irmão


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 30/05/2018 13:06  Atualizado: 30/05/2018 13:06
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5282
 Re: Amanhece
Bravo!
Gyl, este poema é um templo onde me ajoelho e silencio, para refletir, orar e até esquecer que o mundo se fere lá fora.
Emocionou-me!

Sem mais,

Bjo


Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 30/05/2018 21:48  Atualizado: 30/05/2018 21:48
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: Amanhece
Foi uma verdadeira delicia passar por estes versos!!

Meus parabéns e um abraço!


Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 31/05/2018 11:05  Atualizado: 31/05/2018 11:05
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 2721
 Re: Amanhece
Sou o tear que madrugadas tece.
O vapor tenebroso que advém do aço.
Sou muito mais do que digo ou faço
Sou a mão que bate e que em ti... Amanhece.



Ser encantado de um lindo poema
que se devora em poesia
um abraço Gyl


Enviado por Tópico
Nininha
Publicado: 31/05/2018 22:15  Atualizado: 31/05/2018 22:15
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2016
Localidade:
Mensagens: 1717
 Re: Amanhece
Olá meu amigo!
Mais um poema delicioso, com a tua marca mais arrojada!
Adorei e bem sabes porquê!
Ficou elegante.
Beijos mil querido Gyl