https://www.poetris.com/
Poemas : 

Dos Dizeres

 
Quando em ti eu me vejo
Misto de sonhos e escrita
A minha parte mais bonita
Resplandece de um desejo...

É a vontade de dar um beijo
Enlaçar teus cabelos em fita
Vontade que em mim grita
Feito alimento que almejo.

Vontade de roçar teus cabelos
Elevar-te as alturas das nuvens
Ver o sol doirar tuas penugens
Ocultas atrás dos negros novelos...

Quando dentro de ti eu me sinto
Invade-me felicidade tamanha
Talvez alguém diga que é manha
Tu, talvez, digas que eu... Minto.


Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
144
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 19/05/2019 19:56  Atualizado: 19/05/2019 19:56
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15936
 Re: Dos Dizeres
Gyl
Gostei imensamente, dosou doçura e o veneno da paixão na medida exata!
Parabéns!
Beijos!
Janna