https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

A CIVILIDADE

 


No solo a civilidade pintada numa bandeira
Na árvore as folhas verdes acatadas pelo sol
No ar uma aeronave fazendo um vôo lotado
De pessoas destinadas a passeio e a trabalho.

Fitas verdes e amarelas indicam festa junina
Cujo as evidências estão em qualquer esquina
E meninos e meninas ensaiam suas quadrilhas
Estas quanto brilham tanto mais nos fascinam.

Quando damos ao destino outras oportunidades
Sanamos da humanidade a desejada alta estima
Mas nos vem a insanidade e nossa fé assassina.

Se a crueldade fascina uma fração da sociedade
Tenhamos por piedade a compaixão merecida
A quem não teve da vida a mínima oportunidade.


Enviado por Miguel Jacó em 15/06/2019
Código do texto: T6673718
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Miguel Jacó

 
Autor
Migueljaco
 
Texto
Data
Leituras
391
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 17/06/2019 01:27  Atualizado: 17/06/2019 01:27
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6506
 Re: A CIVILIDADE
Boa noite, Miguel,

Um Soneto belíssimo. Cheio de verdade!

Um abraço,
Mary Jun

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 17/06/2019 15:06  Atualizado: 17/06/2019 15:06
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16055
 Re: A CIVILIDADE
Miguel

Se a crueldade fascina uma fração da sociedade
Tenhamos por piedade a compaixão merecida
A quem não teve da vida a mínima oportunidade.

Parabéns pelo irreverente soneto!
Beijos!
Janna