https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

silabava

 
Silabava
na urgência de ser pente,
de ser dente,
de ser
de...

Sibilava
o silvo, a selva no silvo,
a saliva do sal,
do sul,
do sol
do...

Silabava
para ser silêncio e sócio,
cio de ser só
unidade de verso,
a ver só
o ver
o...



Sou fiel ao ardor,
amo esta espécie de verão
que de longe me vem morrer às mãos
e juro que ao fazer da palavra
morada do silêncio
não há outra razão.

Eugénio de Andrade

Saibam que agradeço todos os comentários.
Por regra não respondo.

 
Autor
Rogério Beça
 
Texto
Data
Leituras
449
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
2
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/10/2019 21:45  Atualizado: 21/10/2019 21:45
 Re: silabava
Belíssimo!
Grata pela partilha

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 21/10/2019 21:48  Atualizado: 21/10/2019 21:48
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15505
 Re: silabava
Tinha tempo que não vinha por essas paragens e me deparo com poesia do jeito que gosto de ler e de sentir. As alterações e o talento fizeram a sonoridade que almejo e invejo. Abraços, meu irmão das letras.