https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Tempestade

 
Deserto solta-se o corpo rasgado
Pelos ventos e as areias, facas
Que cortam afiadas a vontade
De gritar surdas pelo ser amado
Escondido nas sombras parcas
Desfiadas por desejos e saudade

Crente chora a valente tristeza
De mãos na face cheias de nada
Quando se fecham secas as duas
Qual se fosse de sua natureza
De continuar uma vida passada
Consumida pela luz ténue das luas

Sorte a de cada passo marchado
Em frente, à esquerda, a direito
Numa louca dança sem sentidos
Que deixa velho o coração cansado
Frio, trôpego e cego sem jeito
Na nudez destes dias perdidos


A Poesia é o Bálsamo Harmonioso da Alma

 
Autor
Alemtagus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
644
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
9
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/09/2019 20:09  Atualizado: 22/09/2019 20:09
 Re: Tempestade
a julgar pelo que vejo o deserto é uma maravilha. e então quando se fala de esquerda o deserto ganha ainda maior importância. nada é que é bom. enterremos o passado como se o mundo não tivesse história, como se o mundo nunca tivesse nascido e muito menos chegado aqui e seremos felizes. a insanidade... até pode fazer os cegos felizes. eu por exemplo amo a tristeza e sou apaixonado pela alegria. também gostei do seu poema. apesar de gostar das coisas com sentido. (perdonami lo scherzo)


Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 22/09/2019 20:38  Atualizado: 22/09/2019 20:38
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1430
 Re: Tempestade
escrever .é tempestuoso! com a beleza de ser deserto.
Belo"!



Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 23/09/2019 03:54  Atualizado: 23/09/2019 03:54
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14976
 Re: Tempestade / Alemtagus
Olá caro poeta

Simplesmente maravilhoso
fiquei encantada com sua poesia
beijo