https://www.poetris.com/
Poemas : 

Mimosa Flor

 
Eu não sei se foi erro ou engano
O que sei é que me fez bastante mal
Eu não sei se foi de fel ou foi de sal
O que amargou meu coração humano.

Também não sei o tamanho deste dano
O que sei é que causou bastante dor
Pois calar o que encanta o cantador
É furtar do marinheiro o oceano...

A Tristeza é uma bandoleira cigana
Que passeia pelo corpo e vadia
Vai tirando do poeta a poesia
E a prosa vai ficando desumana...

E o destino vai tecendo aquela aranha
Que arranha a pele e o coração judia
Até parece que não nasce mais o dia
Que o sol fez moradia na montanha.

E os meus olhos pequeno e brilhantes
Choram como se fossem de menino
Como pode ir embora o meu sorriso
Se já li mais de uma linha de Cervantes?

E os mares nunca navegados dantes
São em mim minhas lágrimas cristalinas
Onde estás, dois olhos grandes turmalinas,
Que deixaste tão tristonho teu amante?

E então eu vou ficando por aqui
Sem saber onde anda o meu amor
Minha menina, minha mimosa flor,
Minha palmeira roxa do açaí...




Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
95
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
4
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
karinna*
Publicado: 08/10/2019 23:05  Atualizado: 08/10/2019 23:05
Super Participativo
Usuário desde: 26/11/2017
Localidade:
Mensagens: 166
 Re: Mimosa Flor
*Sempre versando com riqueza descritiva, imagens poéticas tocantes.
Adoro ler-te♡♡
K*


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 09/10/2019 14:52  Atualizado: 09/10/2019 14:52
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29303
 Re: Mimosa Flor
Uma poesia encantadora e bela, maravilha

Enviado por Tópico
Keithrichards
Publicado: 10/10/2019 11:12  Atualizado: 10/10/2019 11:12
Colaborador
Usuário desde: 17/03/2014
Localidade:
Mensagens: 2505
 Re: Mimosa Flor
Tristeza e saudades da dita mimosa flor, extraem um belo poema do coração do amigo poeta, apreciei muito a leitura, grande abraço!