https://www.poetris.com/
Poemas : 

O Velho Índio

 
Um índio velho chora vendo o rio
Escuro, sujo, seco, pobre e morto
O rio dantes plano, lindo e torto
Agora rio feio, vil, vazio.

O pranto escorre tanto, busca um porto
Seguro porto para nau, navio
Mas o que move o mundo corredio
Que muitos têm e poucos têm conforto?

E o velho índio lembra os tempos idos.
Da sua infância livre na floresta
Da vida livre em mundo bem nascido.

Mas homem branco está meio esquecido
Dos dias, glórias tantas, tão perdidos
Que o mundo mau assim é o que lhe resta.










Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
160
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
4
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Keithrichards
Publicado: 30/05/2020 16:55  Atualizado: 30/05/2020 16:56
Colaborador
Usuário desde: 17/03/2014
Localidade:
Mensagens: 2537
 Re: O Velho Índio
O velho índio chora o reflexo do que o mundo mau pintou em cores frias, vazias, os tempos idos da boa infância é o retrato bonito,preservado nas mentes de todos nos... belo poema, um abraço!


Enviado por Tópico
RosaDSaron
Publicado: 02/06/2020 18:33  Atualizado: 02/06/2020 18:33
Da casa!
Usuário desde: 05/11/2011
Localidade:
Mensagens: 263
 Re: O Velho Índio
Simplesmente maravilhoso!