https://www.poetris.com/
Sonetos : 

As marcas

 
As marcas que cravaste
Ainda não cicatrizaram
As memórias que deixaste
Ainda não as arrancaram

E quantas vezes nesta pele te lavaste
Quantos banhos te deliciaram
E hoje sinto-me sujo, um traste
Sem aqueles banhos que me afogaram

Nesta melancolia de desgaste
Que por todo o lado se entranharam
A solidão coloco-a na haste

Das pessoas que me acompanharam
Por este sinuoso caminho que deixaste
A todos aqueles que te amaram!!!


Bruxelas, Bélgica
10/04/2013

 
Autor
sisnando
Autor
 
Texto
Data
Leituras
63
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
2
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 08/01/2021 21:33  Atualizado: 08/01/2021 21:33
Da casa!
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: BRASIL
Mensagens: 396
 Re: As marcas
"Sinto-me sujo"
No instante quê estava lendo imaginei sendo usada por uma Pessoa que eu entreguei meu coração. Sim é possível sentir suja.
Só os limpos poderia tocar a minha pele.

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 14/01/2021 17:37  Atualizado: 14/01/2021 17:37
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 3944
 Re: As marcas


Há caminhos que são sinuosos
aqueles que deixam marcas poéticas

um abraço poeta sisnando