https://www.poetris.com/
Poemas : 

Trilhos

 
Eu vivo a vida e vivo intensamente
Levando a vida vou vivendo assim
Eu trago o mundo todo preso em mim
Fazendo do futuro o meu presente.

Eu sei que tem quem mente e que não sente
Também entendo as coisas do outro lado
Eu vejo repetindo o meu passado
Nas coisas vivas sempre em minha mente.

E rio muito doido, tresloucado
E choro muito quando estou sozinho
Me sinto um passarinho preso ao ninho
Me sinto um prisioneiro algemado.

Ninguém entende o peito nordestino
Que canta duramente no momento
São lágrimas sentidas do menino
Que quis virar poeta no seu tempo.

Mas quem tem corda acorda enforcado.
E quem tem pedras não se tem castelos
Não seguirei tijolos amarelos
Para encontrar heróis com pés de barros.

Confio em mim, em tu e nos meus filhos.
Entrego em tuas mãos o peito meu.
Assim eu sigo firme em meu caminho
E o meu coração entrego a Deus.



Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
108
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 08/04/2021 13:27  Atualizado: 08/04/2021 13:27
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4571
 Re: Trilhos
Ui poeta....gostei de te ler nessa tua reflexão de ti
Ao tempo poeta de alem mar

Beijinhos