https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Soneto soporífero

 
A minha mente vive
afinado ao seu,
como um pássaro silvestre,
se declamando para amada.

Uma vez cativado,
no encanto seduzido,
no meio de emoções,
volto meu olhar para você.

Enleado na fisgada,
do seu olhar hipnótico,
sinto o narcótico de sua paixão.

Atravessado no céu soporífico,
da sua imortalidade perene,
celebro o silêncio que tudo admite.

TCintra

 
Autor
Tcintra
Autor
 
Texto
Data
Leituras
38
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.