https://www.poetris.com/
Poemas : 

No rosto dela um meio riso.

 
Ela sempre esteve ali.
Ele sempre a viu por ali;
nunca lhe ocorreu porém
aproximar-se... identificar-se
ainda que o desejasse...

também ela, de igual forma
sempre ali... sempre bonita
ensaiou uma fala... uma interação.
Como um autômato... nunca moveu
nunca lhe dirigiu sequer um "A"

No rosto um meio riso... em todo tempo
sempre enigmático... estático
nunca, ao que se sabe
deixou de haver nela um meio riso.
Nunca alguém o viu rir para ela.

Num dia, no lugar dela... tapumes
medições sendo feitas aqui e ali
trânsito desviado... homens trabalhando.
Para informação... numa placa gigante:
Futuras instalações de um orgão qualquer.

Ele... ressabiado olha, pelos lados
enche-se de coragem... pergunta:
"Aquela moça bonita, vocês a viram?"
Nas faces das gentes... outra pergunta:
"Aquela que sempre esteve aqui?

No rosto dele um brilho... um alivio
"Vocês sabem onde posso achá-la?
Em cada face... um riso piedoso.
Nos lábios das gentes uma resposta:
"Ela esta ali nos fundos... Deus o abençõe"

Cheio de genuína alegria
coração acelerado... passos rápidos
ele a busca... no coração uma certeza:
"Hoje digo a ela do meu amor... hoje digo"
Suspira... transpira amor... vive amor.

Ele a procura... sonda os espaços.
A vê... mergulhada... como que fincada
num monte de areia escura... úmida.
Nos lábios... seu meio riso esta torto
fruto de tijolos caídos sobre ela... manequim

Na mente... ela bonita
estática... agora sabe o motivo.
Nunca lhe dirigiu a palavra... ainda bem.
Ela... não interagiu... nunca existiu.
Na mente a frase... Deus o abençõe

Que vergonha... saiu dali por outra rua.






 
Autor
PedroMG
Autor
 
Texto
Data
Leituras
126
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
6
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 11/09/2021 18:44  Atualizado: 11/09/2021 18:44
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 17318
 Re: No rosto dela um meio riso.
Poeta
Imaginei a princípio que ela tivesse sido estuprada e assassinada(por isso o trânsito desviado, o Deus o abençoe, um monte de areia molhada e o meio riso), mas quando terminei de ler, sorri foi muito! "Vai ser míope assim adiante"! Apaixonado pela manequim! Hilário! Rsrs
Parabéns! Adorei!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Mr.Sergius
Publicado: 13/09/2021 12:25  Atualizado: 13/09/2021 12:25
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2018
Localidade: Luxor (Egito) / काठमाडौं (Nepal)
Mensagens: 1004
 Re: No rosto dela um meio riso.
Certa vez assisti a um filme que contava a história de um homem que na volta do serviço atravessava por uma loja de departamentos que ia de uma rua a outra e gastava um tempo a olhar as mercadorias expostas. Um belo dia ele além disso deitou-se em uma cama no setor de dormitórios e adormeceu. Foi acordado por uma bela jovem que lhe disse que estavam presos alí, que a loja fechara, os deixaram trancados e só reabriria após o final de semana. Para encurtar ele passam um final de semana idílico e nas primeiras horas da segunda, ela correu, mal se despediu e sumiu entre os diversos estandes. Ele seguiu para o trabalho e ao final do dia como de costume voltou a atravessar a loja e - já sabem o final, não? Ela era um dos manequins na seção de roupas femininas e vestia a mesma roupa do final de semana... Parabéns.


Enviado por Tópico
ZESILVEIRADOBRASIL
Publicado: 13/09/2021 14:30  Atualizado: 13/09/2021 14:30
Membro de honra
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 753
 Re: No rosto dela um meio riso.
Eu nunca entendi os porquês de alguns usarem uma boneca inflável por mais que imaginação fértil se tenha. Vale mais o amor platônico fertilizado para que eclodam sementes de poesia.
Um abraço caRIOca!