https://www.poetris.com/
Poemas -> Tristeza : 

PROCURANDO POR TI (para Nanci Laurino)

 
Como esquecer o que nunca esqueceu,

dia a dia sempre juntos: e seu apogeu?

Quase uma década de amor a florescer

jamais esquecendo o que havia pra dizer



um ao outro, e assim permaneceu:

entre o que era de alguém, e em nós aconteceu.

Preciso uma vez mais de tua voz, saber

se o vulcão em nós, ainda tem caber?



A doença, que me tolheu, e nos afastou,

por mim deveria ter conhecimento

diferente, mas meu esforço não ocorreu.



E tu, sentindo-te abandonada, desencantou

coração e alma; ó padecimento

cruel, quem matou nosso amor fui eu.



Jorge Humberto

05/01/2022

 
Autor
jorgehumberto
 
Texto
Data
Leituras
197
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.