https://www.poetris.com/
Poemas : 

2ª Vaga

 
O meu perfeito infinito mundo
Que começa onde o teu acabar
Perdido nas mortes constantes
Desses nossos olhos amantes
Já sabe a nada e a mar
Mero pó no deserto vagabundo

As letras ecoam quando juntas
Crescem e nascem de novo gente
Vadiam felizes de boca em boca
Néscios pedaços de coisa louca
De luz fosca e intermitente
Respostas sem perguntas

O teu imperfeito mundo infinito
Que acaba para o meu começar
Encontrado nas vidas cessantes
Dessas cegueiras de iniciantes
Sabem ao sal do nosso amar
Meras flores num dia bonito


A Poesia é o Bálsamo Harmonioso da Alma

 
Autor
Alemtagus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
66
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
0
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.