https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Tardia

 






Chego tardia àquilo
que sempre fui.
Curso de rio traçado
na fluidez de águas inquietantes.

Ergo o poema em palavras inibidas
a descerem de tempos inocentes
ou desenho pássaros no olhar resignado
de uma voz distante. A falar
de portas abertas à lucidez de um nome
que partia devagar.

O silêncio a percorrer mapas de escuridão. Sombras indecifráveis.
A solidão dos rostos que não atravessaram
a linguagem dos muros.

A luz refratada
refletida.
A luz a acontecer
num tempo muito longe daqui.

E eu a chegar
tardia.












 
Autor
maria.ana
Autor
 
Texto
Data
Leituras
268
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
6
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
silva.d.c
Publicado: 30/05/2022 22:33  Atualizado: 30/05/2022 22:33
Colaborador
Usuário desde: 26/10/2010
Localidade:
Mensagens: 606
 Re: Tardia
O chegar é ação atemporal. Estamos sempre a chegar a algum lugar, a algum pensamento, sentimento. A permanência, a constância talvez não existam como estado, o momento em que chegamos é o ponto de partida para chegarmos novamente ao momento seguite, diferente do anterior, mas se calhar, o tarde e o cedo, apenas servem de barómetro mental para explicarmos para nós próprios a mudança. Gostei muito. Abraço


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 01/06/2022 20:43  Atualizado: 01/06/2022 20:43
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29801
 Re: Tardia
Maravilhosa e encantadora poesia, belo


Enviado por Tópico
Esqueci
Publicado: 04/06/2022 00:12  Atualizado: 04/06/2022 00:12
Colaborador
Usuário desde: 02/11/2019
Localidade:
Mensagens: 514
 Re: Tardia
Gosto imenso de ler os seus poemas.
Abraço