https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Moya, o distribuidor do amor e alegria

 

De coração lavado,
Vai distribuindo
Flores e amor
Aos amores do momento

Na sacola,
Leva a doce da música,
Que adoça almas
Ao som da leveza do seu coração

A inocência dos seus lábios,
Carrega doce sorriso,
Que desabotoa sorrisos
Nos sorrisos do auditório

Na sua face
Caiada de paz,
Pingam gotículas de alegria
Que alegram a tristeza d’alma

Moya é um rio de amor,
Que corre pelos atalhos da vida,
Tendo como estuário,
Alma que vive doce momento

Isto é amor
Isto é alegria
Isto é a paz d’alma,
Fontes da felicidade,
Que se resumem em cada passo de Moya

Quão doce alma
Vive ancorada à doçura dessa alma,
Que só sabe distribuir alegria
Espelhada em buquês de flor

No som da música
Brotado d’alma boa,
Não há nada mais,
Senão, o despertar da boa disposição
Nos corações desblindados

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
363
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
23 pontos
1
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 02/07/2022 20:17  Atualizado: 02/07/2022 20:17
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 7492
 Re: Moya, o distribuidor do amor e alegria
Amor é isto,
doutra forma
não podia ser