https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Surrealistas : 

Espectador

 
Tags:  fragmentos    peças    destroços  
 
Há destroços de mim
Por todo o quarto,
Sobre o abajur, a televisão, enfim:
Sobre próprio retrato.

Um enorme quebra-cabeça
Que não se montara jamais,
Sopra o vento varrendo as peças
Sob o olhar da lua vazando vitrais.

Uma porta bate em algum canto da casa,
Um elefante de vidro se espatifa pelo chão,
Misturando-se as minhas migalhas
Já em principio de decomposição.

Vultos passeiam sobre meus fragmentos,
Ignorantes de minha agonia calada,
Enquanto assisto meu carpo se desfazendo
Sentado a cama sem fazer nada.


 
Autor
espigao
Autor
 
Texto
Data
Leituras
436
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.