Poemas : 

Legado

 
Encontro em ti virtudes tais e límpidas
Que não encontro em outro nesta Terra.
Manancial de água boa e insípida
Que corre em rumo certo e em si se encerra

E acessa a água doce a doce água
Que brota em jarro doce em doce boca
Liberta assim de mim toda esta mágoa
Que o pranto é choro e o choro molha a roupa.

E vivo a vida assim sem ter escolha
Querendo alguém que não está mais aqui
Eu vou ao céu, ao vento, feito folha,
Pensando o amor da vida que eu perdi.

O pranto meu esconde uma lagoa.
Um mar de sal que tenho só p'ra ti.
Um sopro bom na vela da canoa
Me leva o vento bom que está por vir.

Talvez um dia eu volte vento forte.
Talvez eu volte um dia ventania.
Se não me leva a vida, leva a morte
Porém que fique em vida a... Poesia!





Gyl Ferrys



Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
182
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.