Sonetos : 

NÉ-NÃO!

 
Tags:  SONETOS 2024  
 
NÉ-NÃO!

Negativa veemente e coloquial,
Dita p’ra desdizer algo mal dito,
Faz parecer o avesso do bonito
Mais absurdo que estúpido afinal.

Mas era o fel da língua, tal-e-qual,
A azeitar um aparte quase aflito
De quem levanta a voz alto e expedito
Para calar ofensas d'um boçal.

Dissesse que sou parvo ou meio triste,
Jamais eu lh'o diria: — “Tu mentiste!”
Qual disse após de mim, acusatório.

Mais disse ele: — “És cachorro que só late!”
Tendo ouvido tamanho disparate,
Calhou bem renegar seu tom inglório…

Betim - 16 01 2024




Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
99
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
0
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.