Poemas : 

venham de lá essas salvas

 
seja como for
esquecidas as espadas
o mundo é uma frase feita
de efeito

batalhas sem despojos
ou só despojo
um lar doce lar
amargo
na mão a pena
apenas

seja como for
não há trocadilho que salve
um eresictão balofo de si próprio
que vive agora e só
nos seus protestos e lamentações

a quem se saúda
menos por memória
da dignidade do combate
que por respeito
aos destemperos do destino

que nos troca o senhor por tu
que habita com novo cinismo
as nossas contradições

mas seja como for
venham de lá essas salvas
que o guerreiro
já defunto
pode ser que se levante
para novas derrotas

 
Autor
Benjamin Pó
 
Texto
Data
Leituras
262
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
42 pontos
6
6
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AlexandreCosta
Publicado: 20/06/2024 15:13  Atualizado: 20/06/2024 15:13
Da casa!
Usuário desde: 06/05/2024
Localidade: Braga
Mensagens: 208
 Re: venham de lá essas salvas
Eu cá acho que o guerreiro levantar-se-à sempre, mesmo sem as salvas... a luta é instintiva e vital... para mim é! :)

um abraço




Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 22/06/2024 00:15  Atualizado: 22/06/2024 00:15
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18440
 Re: venham de lá essas salvas
Sempre quis escrever com essa força… vou aprendendo aqui. Bjs