https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sombrios : 

Tango da Morte

 
Um sonho, uma fantasia
Saem trémulos do pincel
Surgem dois corpos enrolados
Numa dança caliente.

José chora, Maria delira
O calor queima-lhe a lucidez
Ela apenas dança e dança
Rodopios de cor na tela branca

Desconhece a causa da sua loucura
Mas José conhece-a e muito bem
Rios de mágoa correm-lhe dos olhos
Dançam o último tango...o tango da morte

E numa pincelada de preto
Encoberta pela sombra da mão
A pintora, qual deusa selvagem
Pinta-lhes o destino em alva tela.

 
Autor
Baguera
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1177
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ludiro
Publicado: 28/04/2006 20:59  Atualizado: 28/04/2006 20:59
Muito Participativo
Usuário desde: 20/04/2006
Localidade: Caçapava-SP
Mensagens: 74
 Re: Tango da Morte
Pintas muito bem o quadro em palavras!

Seja bem vindo à Luso-Poemas!