Poemas -> Esperança : 

Silêncio

 
Um pouco da minha alma,
arde em silencio,
de tal forma apaixonada,
com fogo meramente intenso.

Será que a minha vida...
não me chega…?
posso te anuir que...sim,
mas a tua deveras me completa.

Com cada pensamento,
diário e eterno,
intenso e desenhado,
fico mais arrebatado.

Entre ensolarados dias,
e as trevas das noites,
um olhar quando sorrias,
com tantas alegrias.

momentos bem passados,
nas minhas ideias,
constantemente recordados,
cuidadosamente preservados.

Se meus sonhos,
passassem a ser a minha vida,
se todos aqueles enredos,
forjassem tamanha alegria.

E assim se passa mais um momento,
quem diria...?
em breve a noite virá,
desejo te ver um dia,
no dia em que…,
o tempo a nós se prostrará.


SP.

 
Autor
Sam_Pereira
 
Texto
Data
Leituras
1029
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carla Costeira
Publicado: 01/04/2007 20:38  Atualizado: 01/04/2007 20:38
Colaborador
Usuário desde: 16/02/2007
Localidade: Sintra
Mensagens: 918
 Re: Silêncio
Ai... como seria BOM!

Se os nossos sonhos e o tempo, "trabalhassem" em prol de nós!
Gostei muito.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/04/2007 22:34  Atualizado: 04/04/2007 22:34
 Re: Silêncio
Seria muito bom...

Gostei

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 25/07/2016 20:54  Atualizado: 25/07/2016 20:54
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3024
 Re: Silêncio
Achei de uma delicadeza teu poema, de amor e sentimento.
Gostei muito.
Bj.
Branca