https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Góticos : 

Roda a roda rodada

 
Open in new window
















Roda a roda viva do desprazer
Rodando o rodeado de arlequim
Oh! Roda rodada porque rodas?

Quando as minhas voltas volúpias
Rodeadas sem roda és roda ruim!

Roda da raiva incongruente de prazer
Rodopiando em volta da vida assim
Oh! Roda rodada porque paras de rodar?

Quando cansada abrandas e paras
Rodeadas, ficas quita paras, ai de mim!

Roda a roda em volta da cova funda
Rodando o rodeado serás anjo caído ou Seraphim
Oh! Roda rodada nem agora ficas parada

Quando morto dançando um a valsa lenta
Rodeadas nesta cova sem pataca nem xelim

Roda a roda no julgamento do juízo final
Rodando o rodeado neste tribunal de marfim
Oh! roda rodada sê defensora de minha alma

Quando penso que tudo tinha terminado
Rodeadas da minha alma estão no princípio do fim


"Quanto maior a armadura, mais frágil é o ser que nela habita!"



 
Autor
Gothicum
Autor
 
Texto
Data
Leituras
902
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.