Poemas -> Amor : 

A divagar...

 
Sem ti, vejo-me sem nexo
Sem nexo, quando estou sem ti

Olhar-te assim quando não te vejo
É tentar aproximar-me mais daquilo que desejo

Descortino a tua figura d'entre o nada
Concentro a minha atenção só no teu mundo

Sinto-me dedilhar estas teclas como a manobrar uma varinha de fada
E resolver que sou um ser insensível, no fundo

Aproximo-me de algo, não sei que te diga
Afasto-me de tudo, sem a tua força de vida.

Começo a escrever e não paro um segundo
Acabo de pensar e pressinto o fim deste mundo.

 
Autor
Brazinha
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1291
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.