https://www.poetris.com/

Homenagens

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares da categoria homenagens

Volena

 
Volena
 
Amiga, escuta-me; eu gostaria de te

enviar um buquê com tuas flores

preferidas, esticar os dedos até o céu e

pegar a estrela mais linda ou numa

caixinha, enfeitada com laços e fitas de

cetim, guardar as cores do arco-íris

para ti, mas receio não ser possível.

Então ouve-me. Tu és uma pessoa

encantadora, sabes ser amiga e

compreendes os meus ais, és avó

venturosa, repleta de candura, tens a

paciência e a capacidade de um anjo,

por isso sempre encontras aquele

atalho...

Com carinho!
 
Volena

MÃE

 
Quando Deus criou a mulher deu algo
Muito especial a paciência recheada de um amor além das entranhas...
Feitura das mãos de Deus com um dom
Sobrenatural sentido aguçado em relação aos seus filhos! Empatia - marca a sua capacidade de liderar de somar com esmero e maestria!
Quão zelosa capaz de passar como um furacão para salvar seus filhos amados.
Ah, mãe não se explica! Só sendo uma!
Para poder entender a dimensão desse sentimento de mãe pelos filhos!

Mary Jun
 
MÃE

Até onde nossos pés desejarem...

 
desenharia com a alma numa folha de céu a doçura que logo após nascer o sol fica esperando, é como se podendo vê-la não importa morrer antes do anoitecer... sou um daqueles que perambula pelas ruas da vida até o cano da tua alma cujo destino será selado como se trouxesse a voz de Deus para restaurar o que o oceano seca, ao som de sorrisos caindo direto da boca de uma mulher para o ouvido de um homem. saborear a alegria do sentido em seus olhos testemunharem minha vida que se deita na sua frente enquanto meu coração ainda bate em seu peito...


(além de céus e oceanos)

Vania Lopez
 
 Até onde nossos pés desejarem...

AMIGO...

 
AMIGO...
 
FELIZ DIA DO AMIGO!

AMIGO...

Amigo...
As vezes nos fazem chorar
Ao chamar nossa atenção
Mas é somente um ajudar
O seu na vida quase irmão.

Amigo...
É muito mais que um parente
Está sempre do nosso lado
Em qualquer situação é presente
Mesmo sem ter sido solicitado.

Amigo...
Meu porto seguro é a tua mão
Amparando não me deixa cair
É forte em qualquer situação
Quando tudo parece ruir

Amigo...
Resumindo amigo é o irmão
Que com amor escolhemos
Esta dentro do coração
Precioso tesouro que temos.

Amigo...
Rogo a Deus para te abençoar
Cubrir de flores todo o teu caminho
Amigo vou sempre te amar
Estes versos te fiz com carinho.

♫Carol Carolina
 
AMIGO...

PARIDO POR UMA DELAS.

 
Parido por uma mulher reverencio a todas elas
Meus olhos são uma janela sempre a observa-las
Como é possível se amar nada lhes é comparável
São as nossas sentinelas de bebês a terna idade.

São muitas as covardias contra elas praticadas
Estas almas se fazem a cada dia mais singelas
Parido por uma mulher reverencio a todas elas
Meus olhos são uma janela sempre a observa-las.

Em nome de Jove Jacó cumprimento a todas elas
Eu nunca vi tamanho amor dedicado a seus filhos
Tinha uma missão repleta de cuidados incisivos
Não nos faltavam motivos para agradecermos a ela
Parido por uma mulher reverencio a todas elas.

Enviado por Miguel Jacó em 07/03/2020
Código do texto: T6882393
Classificação de conteúdo: seguro

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
PARIDO POR UMA DELAS.

pincel das razões

 
Cantar para que a noite devolva Aquele sol,
antes perpétuo, que veste a pele,
que transborda das xícaras
no anonimato profundo e terno.

Cantar para que o céu alongue os olhos
Quando a vida é apenas um momento feito à mão
A saudade uma brisa que se sente na boca

Cantar o instante perdido e recuperado
A fotografia de ser feliz e mais nada.
A última lua que cai no quintal
Lambendo da terra o gosto de nossos passos
Por todo calendário a mágica
De não saber conta-los

Cantar para acordar a palavra firmada
Rasgar a memória com dedos austeros,
Demover as pedras de suas intenções, Cuidar dos detalhes,
deixar escorrer toda água passageira
deixar vivo o que só sabe viver.

Cantar para abrir os portões
Por onde passarão todos os livros violinos do mundo
E nossa palavra estará caindo
Antes de nós percebermos... como um conforto no peito
As tardes de nossa falta.

Dila Santos & Vania Lopez
 
pincel das razões

EU e ROSANGELA COLARES

 
EU e ROSANGELA COLARES
 
Rosangela Colares

Sei que vieste com o propósito de num site de Literatura, dar ar fresco para as nossas Almas de Escritores ficarem lúcidas e transparentes!

Tu com o sorriso lindo da tua foto no Egipto entraste no Luso-Poemas em O5/JAN/2009, mas apresentaste apenas o teu primeiro texto “Coroa de glória”
em 3 de Abril!

Aqui neste espaço irei recordá-lo!

Muita Luz
José Manuel Brazão

Coroa de Gloria

Semeia o bem e você apanhara loureiros
A vida e como uma folha que nasce
Mas depende do caule, que depende da raiz
Que depende do solo, que depende da água
Que depende do homem. Para que de doces frutos
A arvore bem regada será como uma coroa para ti
Oh! Jardineiro de Deus

Assim e o amor agape, eros e filo
Sem rancores com teus amores
Que dão mais, os que dão menos e os que nada dão
Na estrada da vida, e do amor siga seu professor
Mas saiba; você será o que quer ser
Remova as duvidas e não desperdice as modéstias
Não minto, simplesmente sinto e quando sinto; falo.
Eu e meus sentires...

Rosangela Colares

_ _
 
EU e ROSANGELA COLARES

Mãe Terra

 
Mãe que expele todos os dias filho de luz
Nunca deixa teus filhos sem alimento

Mãe terra que registra marcas dos que pisam
Guiando todos por caminhos diversos

Mãe que dar a todos um punhado de terra
Jamais reivindica direitos.

Mãe terra que chora pelo submundo constante
A ganância de uns filhos, desnorteando

Mãe terra que receberá os filhos, joia emprestada
Que um dia retornarão ao seu abrigo eternamente.

Uma vida vale por suas ações
A vida que podemos somar com o tempo

Varenka de Fátima Araújo
 
Mãe Terra

A dedicatória mais perfeita...entre pai e filho!

 
 
Francisco ,queremos que cresças saudavelmente e que sejas aquilo que desejas ser, por isso vamos-te dar o nosso melhor (amor, segurança do cuidar, alegria, responsabilidade) ….

Ao som da lua cheia mudaste a hora da tua estreia …
Apressaste a chegada ao mundo, arriscando a tua vida,
Agora lutas para te ajustares à realidade, no ventre acrílico da maternidade …
És mais doce que o açúcar, mas os médicos dizem que tens falta dele …
Por isso tens os pés cada vez mais gigantes, a cada picada que sentes …

Sabes “Coraçanito”, precisas de te alimentar, para cresceres como o pai no futuro …
Não podes desistir de ser feliz, agora que mudaste o mundo …

Eu e a tua mãe te amamos muito …
Por teres ocupado o lugar do sol,
Por seres o testemunho mais genuíno do nosso amor,
Por seres a homenagem mais bonita que conhecemos da vida…

Força mensageiro do céu,
Não deixes escurecer as estrelas,
Brilha como elas na terra …
Pois já és a orientação exclusiva do nosso coração… — com Luis David.(Pai)

Esta dedicatória foi escrita pelo meu marido , no dia em que o nosso filho Francisco nasceu. Eu ainda a recuperar de um parto difícil e o nosso filho a lutar na incubadora...! Momentos difíceis mas onde o amor e a fé nos ajudaram a vencer!
 
A dedicatória mais perfeita...entre pai e filho!

"Os meus olhos dizem que a vida é breve, mas é maravilhosa".

 
"Os meus olhos dizem que a vida é breve, mas é maravilhosa".
 
"Os meus olhos dizem que a vida é breve, mas é maravilhosa".
_ Aquazulis_

Azulou-se a poesia
- quem diria?
e numa doce oração
com asas de sentimento
alcança o firmamento
em forma de coração!
****

Conheci Aquazulis aqui no Luso-Poemas e imediatamente o admirei. Elegante, terno, doce em seus comentários aos meus poemas tão "água com acúcar", simplórios mesmo, e esse poeta maravilhoso, enxergava poesia neles, ou sempre via a beleza em um verso, uma palavra, que eu mesma não reparava. Mas ele sim. E seus comentários pequeninos, por vezes, uma única frase, deixava-me feliz e grata por tamanha generosidade desse incrível poeta.
Que as Luzes Azuladas do Mais Alto, o iluminem em sua nova etapa de vida.

Maria Lucia (Centelha Luminosa)
 
"Os meus olhos dizem que a vida é breve, mas é maravilhosa".

Estado imperfeito

 
a saudade vai à frente
quebra os vasos bordados de girassóis
toca o azul abandonado no ar
enquanto a noite não dorme em casa

me deixa mais perto do nada
pisar os pés onde não há mais para onde ir

hoje, o céu virou poesia.
é só essa tristeza
e uma centena de espinhos pregados na alma
e ainda assim, eu não tenho nenhum castelo,
e o tempo se foi

Para o poeta maior Aquazulis.

Vania Lopez
 
Estado imperfeito

CRIANÇA...

 
CRIANÇA...
 
UM FELIZ DIA DAS CRIANÇAS ÀS
CRIANÇAS BRASILEIRAS
EXTENSIVO ÀS CRIANÇAS
FILHOS E NETOS DOS POETAS
AQUI DO LUSO.

Criança é Flor

Criança é a mais bela flor
Nascida no jardim da vida
Precisa ser regada com amor
Sentir-se amada e querida.

Criança é a oração
A nós deixada de herança
Luz que emana do coração
Transmite paz e confiança.

Nos olhos da criança
Vemos Deus se refletir
Tem o brilho da esperança
São estrelas a luzir.

Ser criança é ter a ilusão
De que o mundo é colorido
Visto na bolha de sabão
Tudo belo e florido.


♫Carol Carolina



AQUI NO BRASIL HOJE COMEMORAMOS
O DIA DA CRIANÇA E DA NOSSA PADROEIRA
NSªSRAªDE APARECIDA.
 
CRIANÇA...

Um Momento Especial no Luso

 
Um Momento Especial no Luso
 
Um dos momentos mais emocionantes que vivenciei aqui no Luso, foi ao lado dessa amiga, que a vida deu de presente para o meu coração.

(Ruivona)

PERGUNTAS (À poetisa Helen De Rose)

Poetisa, diz-me…

Quem traça o nosso destino?
É a escuridão que embala o berço?
Quem nos instiga ao desassossego,
Quando ainda pobres crianças,
Chapinhamos nos lagos do medo?

Quem nos traça o destino?
São os beijos da solidão imensa?
Essa força abissal e corrosiva,
Dos afectos adiados?
Ou é o estranho pressentimento,
Que não fomos desejados?

Poetisa, diz-me…

Quem nos traça o destino?
O drama de não ter sido criança?
É o relampejar fantasmagórico,
Da ausência dos afectos?

Quem mutila os nossos sonhos,
Com as papoilas e as borboletas?
É o cansaço de um longo caminho…?
Diz-me…
Quem traça o nosso destino?

Ah… Poetisa… Poetisa…!
Se tu hoje me dissesses…
Porque me sinto tão triste!

Vóny Ferreira

Poetisa, em verdade te digo...

É a linha invisível da existência...
Acende o portal da luz da jornada...
Somos um conjunto de apegos
Na transitoriedade da alma encarnada
Revelando nossos segredos aos nossos medos

É a linha indelével dos genes...
Acende todas as presenças unidas...
Por elos que não se separam jamais
Tudo tem seu tempo para acontecer...
Em níveis elevados em suaves canais
Pois nada acontece por acaso...

Poetisa, em verdade te digo...

É a linha inexorável da justiça divina...
Acende todos os caminhos perdidos
Todos nós estamos incluídos nessa alfombra
Mal assombrada dos nossos sonhos desiludidos

Nossas ilusões cortam feito diamante
Permanecem vivas, mas rasgam nossos sonhos
Os caminhos nunca terminam, enquanto dizemos sim...
Em verdade te digo...
É a linha inefável da Lei do Amor

Ah...Poetisa...Poetisa!
Se eu fosse teu coração
Responderia: SINTA-SE AMADA!

Helen De Rose

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=42957
 
Um Momento Especial no Luso

por necessidade e natureza

 
porque o faço?
porque tenho que prestar homenagem a todos aqueles que por necessidade ou natureza, sou

à sorte por ter nascido num dia de tempestade e os meus muitos anos a fazer a digestão quase perfeita.

ao meu pai pela paixão telúrica

à minha mãe pela paixão anímica

ao meu irmão Fernando por ensinar.me a assobiar

ao meu irmão Henrique por viciar.me em ironia

ao meu irmão Rui pelo bilhete "InterRail"

ao meu irmão Calos pelas feridas nos joelhos

à minha professora primária pelos hábitos regulares

ao professor Lopes pelas aulas em argumentação

ao desconhecido pela primeira vez que fiz amor

ao rapaz da bicicleta por não ter.me atropelado

à vizinha do lado pelos limões

aos meus amigos por terem reconhecido que meus discursos eram inaudíveis

ao ainda por saber que me mantêm acesa

ao meu "personal jesus" por velar por mim

à morte por andar esquecida

ao meu filho, a vida.

HC
 
por necessidade e natureza

acrílica sob/tela

 
seu sorriso visto de lado é a coisa mais bonita,um traço inconsciente prolangando o céu.sem mexer a cabeça,aplaca o vento forte,joga uma bóia para as águas indomáveis,e na tela o sol aquece a a pele.assisto o azul cair da paleta e se tornar a única companhia do céu.num tom forte,trás o sorriso
de volta e espera por ela até o dia seguinte...

Vania Lopez

Esse poema é uma homenagem ao azul de Haeremai
 
acrílica sob/tela

Homenagem a mim mesma...

 
Viúva até à morte

Do que te escondes tu mulher?

Mulher que já tanto sofreste
Mulher que já tanto enfrentaste
Mulher que já tanto perdeste
Mulher que já tanto lutaste

De quem te escondes tu mulher?

Tu que quase morreste
Tu que tanto calaste
Tu que não viveste...
Tu que tanto choraste

Não te escondas mulher!

Filha da pouca sorte
Herdeira da escravidão
Da vida já só esperas a morte
No silêncio... da tua solidão!

Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/ne ... toryid=4293#ixzz0gyvKxoTg
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

Este foi o meu primeiro poema postado neste site.
Foi no dia 02-03-2007, faz hoje anos... mais precisamente, três anos!

E esta é a minha singela forma de o lembrar

--------------------------------------------------

As cores do arco-íris

Subi ao último andar, abeirei-me da varanda e fiquei ali uns minutos...
Enquanto bebericava o café, ía observando...
O sol que já dava sinais de vida... as estrelas que ainda lá estavam...os pássaros, incansáveis no seu chilrear matinal... o cheiro da manhã e a quietude aparente da cidade... lindo!
São momentos como este, que um dia tive medo de não voltar a ver...
Os cegos, aqueles que nunca viram a beleza e as cores do arco íris, não sabem... apenas imaginam!
Mas os outros...
Aqueles que um dia já viram e que, de repente, ficaram privados dessa beleza, só lhes restam os outro quatro sentidos para as "verem" de novo... as cores do arco íris!

Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/ne ... toryid=8296#ixzz0gz0233PO
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

E este é até hoje o meu escrito mais lido - 7285 leituras. Ainda estou para saber o porquê, pois que assim, à primeira vista, não tem nada da especial. Mas até tem e muito! (pelo menos para mim).
Talvez seja pelo título que lhe dei, não sei...
 
Homenagem a mim mesma...

CARTA A UM AMIGO

 
CARTA A UM AMIGO
 
Carta a um amigo,

Quero dizer que precisamos acabar com essa amizade.
Você me faz chorar demais.
Aflora minha emoção e me tira sonhos que eu já tinha sepultado.
Por favor se afaste de mim.
Pare de borrar minha maquiagem.
Há muito eu tinha conseguido manter a cara limpa.
A boca calada das palavras que os outros não queriam ouvir.
Que coisa cruel essa amizade com você que me lembra minha insanidade.
Que me fez lembrar que os lilases são meus preferidos.
Que saudade tem sabor de chá no inverno.
Que a vida não deve ser tão séria.
Já tinha esquecido tudo isso.
Agora você vem tomando meu espaço
Invadindo minha cabeça
Minhas horas, minhas expectativas
Não vou me enganar mais uma vez.
Muito cruel me inundar com tanta poesia, traços, cores e música.
Vem derrubando meus muros, minhas fronteiras,
Descobrindo meus desejos
Escrevendo novos capítulos
Sim, difícil continuar isso
Difícil acompanhar o voo das tuas asas
Então finja que eu sou desenho. E use a borracha se quiser.
Não quero gente caçando corações em pedras, nuvens, bolhas de sabão.
Já me basta o meu tão grande, tão apertado que chega a sair pelos poros.

Há alguns meses, alguém surgiu na minha vida e trouxe uma bagagem enorme de presentes para o meu coração.
Essa carta escrevi nos primeiros contatos que tivemos.
Ele é pura emoção, um designer maravilhoso, poeta, ilustrador fantástico!
Foi tanta coisa que vi, ouvi, toquei, que me fizeram rir, chorar, transcender. Viajei pra outros mundos, apreciei novos sons e expandi meu conhecimento quanto a poesia.
Esse encontro foi como uma viagem numa montanha russa, cheia de loopings. Por vezes o carro subia devagar os trilhos e de repente ele descia veloz trazendo todo arrepio na espinha. Mas o passeio nesse brinquedo fez o percurso e terminou. Descemos dos vagões e ele se foi...
Tenho um coração cheio de gratidão por ele. E onde estiver ele saberá que me fez sorrir.
Dedicado a você S.Ribeiro.
Créditos da imagem S. Ribeiro.
 
CARTA A UM AMIGO

contradições de pele

 
um corpo
uma alma que menstrua
(só com a lua)

não me encaixo nos dias
vomito minhas memórias
sou feita
prefiro o frescor do selvagem
um cigarro
um homem
um bolo de chocolate

não existe paz
nem anúncio nas costas
faço barulho com o papel
deixo na pele o recado
(juras e promessas)

minha fome me come viva
treme como folha
gosta da ausência no vestido
um quarto vestido
e o corpo sem botões...

onde eu estive minha vida inteira?
você sabe...
fala!
vivendo o melhor papel da minha vida:
ser mulher!

caí de um corpo
Completamente eu
(pronta para viver um livro inteiro)

Vania Lopez
 
contradições de pele

"Triste Olhar" (Poema escrito por Ledalge e lido por Vóny Ferreira vídeo com poema declamado)

 
.


Ah, esses teus olhos vazios!
Que tudo vêem e nada sentem
Me dói, ver-te ausente
Na imensidão do amanhã!
Você viveu sem encanto
Não que esse não tivesse!
Mas, não teve na vida alegria
A não ser escolher essa vida vazia
Que agora te faz falta
Você é essência de mim
Faz falta pra mim esse teu vago olhar!
Eu queria poder te dar tudo
Mas, principalmente o direito de amar!...
Oh, mundo cruel!
Devolva o meu Léo!
Que tanta falta me faz
Sinto imensa amargura!
Pois você foi a cura
Da minha forma de amar!....

(Ledalge)
 
"Triste Olhar"  (Poema escrito por Ledalge e lido por Vóny Ferreira vídeo com poema declamado)

nanquim (para Arfemo)

 
suas mãos
cheiro de flor e passarinho
pensas em papel de seda
marcante como nanquim
espalha a planta da alma
na mesa da poesia
faz um céu verde
põe a poesia perdida
se pensar em te perder
faz tudo isso
com um braço só
sem ensaios
 
nanquim  (para Arfemo)