https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

"O VÓRTICE DE EROS"

 
Tags:  amor    vida    paixão    morte    contradição    ditadura  
 
"O VÓRTICE DE EROS"
 
"VÓRTICE DE EROS"
Larva, crisálida, esplendor, morte
Um dia por ele se morre
Num outro dia se é morto
Um dia acorda direito
Outro dia acorda torto
O Amor é o seu oposto
É Dezembro em Agosto
O Amor nunca é neutro
Senão não seria Amor
O Amor é o que é
E é Amor ou não é
Não se questione o ser
Nem se questione o Amor
Que o Amor é Ditador!



Ana C./Sob_Versiva
Faro, 16 de Janeiro de 2009.


Esquece todos os poemas que fizeste. Que cada poema seja o número um.
*Mário Quintana*

FOTO POR ANA_C./ SOB_VERSIVA
 
Autor
SOB_VERSIVA
 
Texto
Data
Leituras
1107
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
4
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
kryssfour
Publicado: 06/02/2009 23:50  Atualizado: 06/02/2009 23:50
Super Participativo
Usuário desde: 16/12/2008
Localidade: MG/Brasil
Mensagens: 178
 Re: "O VÓRTICE DE EROS"
Lindo Ana!
Ai este Amor...
Um ser e não ser! Um amar e não amar! E nós a mercê desse sentimento caprichoso!"Que o Amor é ditador!"
Bjks


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/02/2009 01:23  Atualizado: 07/02/2009 01:23
 Re: "O VÓRTICE DE EROS"
Uma verdade enorme - o amor é ditador...e enquanto assim for visto torna-se cego e destroí-
Gostei

Vou garda-lo

Abraço