https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

A razão que mata a vontade

 
Se a razão se impõe à vontade
É refém da incerteza
Dona da ignorância
Filha da tristeza...
E nunca saberá ao que sabe
O desejo satisfeito
Pelo ímpeto da vontade
Á revelia da razão
Que se opõe à satisfação
Da sua curiosidade
Matando toda e qualquer vontade
Logo à nascença...


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
4325
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Adriano Saraiva
Publicado: 25/05/2007 13:56  Atualizado: 25/05/2007 13:56
Da casa!
Usuário desde: 17/05/2007
Localidade: Brasil
Mensagens: 204
 Re: A razão que mata a vontade
Reflexivo texto, razão e vontade sempre lutando pelo nosso domínio. Gostei muito.,

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 25/05/2007 16:19  Atualizado: 25/05/2007 16:19
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: A razão que mata a vontade p/ cleo
Querida Cleo

Muitas vezes a razão mata
esta vontade que temos de
sair pelo mundo e amar sem
se importar com as conseqüências
mas lá vem a razão para nos
alertar e levar a tristeza
Muito bom seu poema

Beijinhos no coração

Enviado por Tópico
juvepp
Publicado: 25/05/2007 21:56  Atualizado: 25/05/2007 21:56
Colaborador
Usuário desde: 13/04/2007
Localidade: Machico - Madeira
Mensagens: 547
 Re: A razão que mata a vontade
Olá, O sujeito poético deste poema glosa o Comceito "Vontade" e Razão", optando niditamente por aquela. Ou seja, sendo a razão caracterizada como "refém da incerteza", da dúvida "filha da tristeza" "nunca saberá" e muito menos sentirá o que significa a satisfação do "desejo".`´E o velho dilema entre razão e emoção, se penso não sinto, se sinto é porque não penso.
Não será bem assim, repara que também à beleza, emoção numa boa ideia. Beijinhos.