https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Já te conheço

 
Esse teu rosto é inconfundível

De olhar caído, reservado

E numa ausência desprezível

Em penitência, choras teu fado

Sem horizonte e envergonhado

Com lágrimas de sonhos traídos

Em planos e amores volvidos

Que a vida te tem ofertado.



E esse teu andar de pobreza

De espírito aos ombros, descaídos

Como quem carrega a tristeza

Como quem perdeu a certeza

De recuperar os velhos sentidos.



E essas tuas mãos inquietas

Que apalpam o futuro com medo

Num presente que não projectas

Para lá das paredes secretas

Que de tua alma fazes degredo.



E esses teus passos seguem o rodopio

De tantos pensamentos irresolutos

Que fazem de cada desejo um vadio

Em qualquer dia que repassa sombrio

Esse dom de propósitos devolutos.



Nas palavras que te ouço, revistas

E poupadas em curtas frases

Entendo mil histórias fatalistas

Com terminações pessimistas

Na realidade que contrafazes.



Reconheço-te em quem se lastima

Em ti me vi e assim já te conheço

Acontece a quem de ti se aproxima

Ficar sem um pingo de auto estima

Para desfrutar da vida com apreço.



Em oposição a qualquer felicidade

Tu existes e resistes vazia de nada

Mas num injusto atentado à verdade

Ainda te confundem com a nobre saudade

Palavra de esperança pelo amor exaltada


bloackt:


Nascer para ser feliz

 
Autor
bloackt
Autor
 
Texto
Data
Leituras
551
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Edilson José
Publicado: 19/07/2009 21:22  Atualizado: 19/07/2009 21:22
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2008
Localidade: SP
Mensagens: 5591
 Re: Já te conheço
meu amigo...
Pura anatomia de poesia, se é que se pode dizer assim...
Poema gigante!
meus sinceros parabéns!
abraço
Edilson

Enviado por Tópico
Maria Verde
Publicado: 19/07/2009 21:51  Atualizado: 19/07/2009 21:51
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2008
Localidade: SP
Mensagens: 3544
 Re: Já te conheço
Poema primoroso que merece aplausos! adorei!

Maria verde