https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Assassinei um poema!

 
Hoje matei um poema!

Assassinei-o a sangue frio ainda antes de ele nascer, quando o apanhei distraído a desenhar-se-me no vácuo do pensamento. Asfixiei-o até ao fim e nem senti qualquer remorso pelo acto do aborto... estrangulando-lhe sem piedade as artérias das palavras medonhas que se haviam gerado contra a minha vontade após ter ingerido alguns goles de sémen envenenado pela inveja da vingança estéril, num devaneio da minha mente. Caiu redondo no chão como um fruto apodrecido muito antes do tempo...
Ninguém viu nada, ninguém ouviu um só gemido que fosse. Matei-o pela calada do meu silêncio, antes que o parisse num impulso e o abandonasse à sua sorte e à luz do dia, numa qualquer valeta pestilenta onde outros o encontrassem e o matassem de desprezo...


Open in new window


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
649
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
12
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 03/09/2009 23:26  Atualizado: 03/09/2009 23:26
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12082
 Re: Assassinei um poema!
Uma morte a sangue frio numa prosa viva de metóras muito bem colocadas.

Excelente.

Beijos


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/09/2009 23:35  Atualizado: 03/09/2009 23:35
 Re: Assassinei um poema!
Quem confessa o pecado não merece castigo.

Um texto soberbo.

Beijo azul


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/09/2009 13:30  Atualizado: 04/09/2009 13:30
 Re: Assassinei um poema!
Muito bem ``matado`´...coitado do poema,
As vezes faço isso também mas não espalha srsrrsr
Parabéns Cleo
abraços
Mary


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 04/09/2009 22:19  Atualizado: 04/09/2009 22:19
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Assassinei um poema!
Escrever... escreve quem quer,
com esta qualidade e maravilha,
só quem sabe.
Belo, Cleo, muito belo!
Beijo para ti,
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
Freya
Publicado: 04/09/2009 22:25  Atualizado: 04/09/2009 22:25
Super Participativo
Usuário desde: 11/04/2009
Localidade:
Mensagens: 110
 Re: Assassinei um poema!
coitadinho do poema...
mas estou certa que desse nasceu uma prosa bem bonita como esta


Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 05/09/2009 00:02  Atualizado: 05/09/2009 00:02
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: Assassinei um poema!
Cleozinha,
O poema morreu asfixiado mas a competência continua viva dentro da autora.
Beijinhos na alma
Nanda