https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 »
Offline
Diogommalves
Amanha demanha
No acreditar de todos os dias saltas da cama para as chinelas velhas. O corredor é a tua passare...
Enviado por Diogommalves
em 23/06/2009 09:22:26
Offline
Diogommalves
Primos
A terra queima-me a língua e tu a cuspir como volcão em brasa. Tens os pés no chão a tremer na l...
Enviado por Diogommalves
em 26/12/2008 10:55:45
Offline
Diogommalves
A minha Avó
A minha Avó cegou. Os seus olhos quiseram deixar de olhar para um mundo feito de beleza feia. ...
Enviado por Diogommalves
em 26/12/2008 10:54:05
Offline
Diogommalves
Inconstante Casa Vazia
Apanhar-te aos pedaços do chão, retocar-te a maquilhagem, dar-te um uísque para a mão, acatar os ...
Enviado por Diogommalves
em 17/12/2008 13:56:36
Offline
Diogommalves
Dança na morte do Mundo
A Fada dança e o Mundo cai. de joelhos na terra e as mãos na face incrédula, fria, pouco expressi...
Enviado por Diogommalves
em 20/10/2008 10:35:54
Offline
Diogommalves
Droga
É porque as drogas nos fazem esquecer que as tomamos... é porque é mais fácil fugir a ficar de pé...
Enviado por Diogommalves
em 22/09/2008 14:32:10
Offline
Diogommalves
Nos Olhos (do tempo)
Um só desejo, perder-te em mim. Pelas ínfimas brechas do tempo onde se perde tudo, onde se perdem...
Enviado por Diogommalves
em 26/08/2008 18:06:15
Offline
Diogommalves
So tu
Já cheira ao sol que rasga e afasta da terra essas nuvens que nos servem de encosto no inverno. ...
Enviado por Diogommalves
em 22/07/2008 02:51:56
Offline
Diogommalves
Declínio abrupto II
Invisíveis infinitas facas teimam em cravar-me no peito o nome Dela, Ela, a Outra. A Outra que nu...
Enviado por Diogommalves
em 04/07/2008 00:06:12
Offline
Diogommalves
Declínio abrupto I
Sem paciência. Delicio a minha mente com imagens em que estou satisfeito, por fim, comigo mesmo....
Enviado por Diogommalves
em 04/07/2008 00:02:40
Offline
Diogommalves
No pobre do Ciume
Ele olhou-te estremeceste e o meu mundo caiu. Perdi o controlo, que nunca foi meu, e saí. Eras tu...
Enviado por Diogommalves
em 02/06/2008 16:15:07
Offline
Diogommalves
Dislexia Global
Dislexia Global Num mundo que é quase nosso, pois dispomos de quase tudo na ponta dos dedos, o q...
Enviado por Diogommalves
em 27/05/2008 20:48:56
Offline
Diogommalves
Veneno, eu.
Contemplar-te na auto-destruição do teu ser, sentes o veneno mas nem assim o lutas parece que não...
Enviado por Diogommalves
em 23/03/2008 23:01:03
Offline
Diogommalves
Tudo contra
Os átomos do mundo conspiram contra nos, querem-nos longe. O vento sopra em diferentes direcções,...
Enviado por Diogommalves
em 11/03/2008 23:43:39
Offline
Diogommalves
Grito de guerra
Por entre corpos mortos num holocausto cai e rebola mais uma cabeça. Em torno de um castelo os Ho...
Enviado por Diogommalves
em 08/02/2008 21:56:26
Offline
Diogommalves
Por entre as leis da apatia
A apatia dos homens renega as leis do pensamento. Fugás o que escapa por entre a inercia do momen...
Enviado por Diogommalves
em 07/02/2008 12:49:24
Offline
Diogommalves
Amiga do esquecimento
Sentada no cadeirão de madeira com o cheiro a lavado, encontrava-se recostada. Esperava, como que...
Enviado por Diogommalves
em 22/01/2008 23:37:17
Offline
Diogommalves
In consciente
Estavamo-nos a observar havia algum tempo, embora não o querendo admitir. Sabias que eu te amava,...
Enviado por Diogommalves
em 18/01/2008 01:04:45
Offline
Diogommalves
Carta ao Futuro
Já não sinto as mãos, as minhas pernas há muito me abandonaram e a inutilidade do meu sexo deixou...
Enviado por Diogommalves
em 09/01/2008 14:33:06
Offline
Diogommalves
Belo
És quente nas tuas mãos. Purificas o ar quando expiras e o mundo torna-se gentil, doce e belo. Sa...
Enviado por Diogommalves
em 07/01/2008 21:51:25
(1) 2 3 »