https://www.poetris.com/

 
(1) 2 »
Offline
jessicaseventeen
CAOS
Nós, seres desumanos Deixamos que a sofreguidão do momento Se apodere do corpo Desprezamos as cúm...
Enviado por jessicaseventeen
em 05/07/2013 00:11:00
Offline
jessicaseventeen
JESSICA NEVES E CARLOS VAL - HOJE SÓ AS CINZAS SE VESTEM DE NÓS
Hoje só as cinzas se vestem de nós No regaço trazes os meus olhos em cruz Só a noite sabe de mim ...
Enviado por jessicaseventeen
em 23/07/2012 14:20:01
Offline
jessicaseventeen
(AMOR) FOI ONTEM A PRIMAVERA
Amor, foi ontem a Primavera! Trazia-te em rosas os olhos rasgados Tantos foram os poemas declamad...
Enviado por jessicaseventeen
em 20/05/2012 21:22:38
Offline
jessicaseventeen
SILÊNCIOS (A DOIS)
Quantas não são as noites em que me afogo em silêncios teus?! Silêncios esses que são (os) meus… ...
Enviado por jessicaseventeen
em 09/04/2012 22:02:47
Offline
jessicaseventeen
VERSOS DE AMOR NUNCA SERÃO DEMAIS
Todas as palavras podem ser banais Mas se um dia em meu peito habitou um cardume Versos de amor n...
Enviado por jessicaseventeen
em 01/04/2012 22:03:40
Offline
jessicaseventeen
O POEMA QUE NÃO TE LI
Não penses que me esqueci de ti. Não esqueço que um dia ao teu leito pertenci Um dia de cego e q...
Enviado por jessicaseventeen
em 12/03/2012 22:21:16
Offline
jessicaseventeen
DEIXA-ME DIZER-TE (TUDO)
Deixa-me dizer-te Porque sorriem as orquídeas no Outono Se me aqueço do teu corpo no Inverno No ...
Enviado por jessicaseventeen
em 05/03/2012 21:14:57
Offline
jessicaseventeen
DO(RM)ENTE
E se minha alma ao compasso da carne ferve Mordo a língua em cegas tiras de inquietação Doença t...
Enviado por jessicaseventeen
em 26/02/2012 22:36:02
Offline
jessicaseventeen
TRAGO OS OLHOS RASGADOS PELO ESTOJO DA TUA BOCA
Poisas na noite teu corpo morno No teu peito meus olhos rasgados Pelo estojo da tua boca contorno...
Enviado por jessicaseventeen
em 22/02/2012 21:24:48
Offline
jessicaseventeen
MORREM-ME POEMAS NA BOCA DO ALÉM
Quando um verso me quer desafiar o sono Pés sorrateiros vêem a janela sem ninguém Num sopro solta...
Enviado por jessicaseventeen
em 12/02/2012 22:01:43
Offline
jessicaseventeen
RIO (DE SOL) ONDE PASSEIO
Todas as noites acordo o teu peito Com os lábios de lava sabor a cereja Cai uma coroa de rosas se...
Enviado por jessicaseventeen
em 31/01/2012 23:32:29
Offline
jessicaseventeen
SABOR (D)A TERRA
(De)calco a terra em plena noite de tempestade Passeio em teu corpo revestido em mel e flores Sin...
Enviado por jessicaseventeen
em 24/01/2012 23:27:25
Offline
jessicaseventeen
AMA-ME
Ama-me Traz rosas mornas em teu peito Deixa que se moldem à minha mão Declama o poema a que tenh...
Enviado por jessicaseventeen
em 19/01/2012 22:41:51
Offline
jessicaseventeen
LAMENTOS EM CINZAS
Hoje trago os olhos carcomidos e sedentos E um poço de alfinetes cravados nos dedos Que roubei na...
Enviado por jessicaseventeen
em 16/01/2012 22:13:03
Offline
jessicaseventeen
SEI-TE DE COR
Sei de cor Os afectos maiores que te (trans)bordam no peito Que desnudam a tua alma pura e leve e...
Enviado por jessicaseventeen
em 12/01/2012 22:20:20
Offline
jessicaseventeen
(RE)NASCER EM TI
Hoje quero (re)nascer em ti Tal como o mundo me trouxe Trémula Em vestes de seda rasgadas Perfur...
Enviado por jessicaseventeen
em 08/01/2012 00:17:03
Offline
jessicaseventeen
(SEI QUE) EXISTES
Sei que existe Uma rosa rubra desabotoada pela primavera Num piano dedilhado ao compasso suave Co...
Enviado por jessicaseventeen
em 01/01/2012 23:10:34
Offline
jessicaseventeen
SOU (TUDO) DE TI
Sou de ti Vestido de seda desalinhado Na cascata que desata florida Pelas mãos de vento rasgado M...
Enviado por jessicaseventeen
em 27/12/2011 23:39:34
Offline
jessicaseventeen
CEIA DE AMOR
Desencantei dos teus olhos Perfume no ventre da escada Embriagada em nossos folhos Ondas em plena...
Enviado por jessicaseventeen
em 19/12/2011 23:08:28
Offline
jessicaseventeen
BORDAS D'AMARGURA
Meus olhos verdejantes toldados a renda Despontam entre largas redes de amargura Brota-me do peit...
Enviado por jessicaseventeen
em 12/12/2011 22:33:04
(1) 2 »