https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 8 »
Offline
poesiadeneno
A fome
A fome mata e humilha o homem,em democracia ou em ditadura.
Enviado por poesiadeneno
em 09/07/2011 22:03:33
Offline
poesiadeneno
Mistérios
Mistérios - Feliz Pascoa Sentado no degrau da escada olho as portas da vida: em frente uma jane...
Enviado por poesiadeneno
em 21/04/2011 21:41:52
Offline
poesiadeneno
Bones/ Don`t Try
Bones/Don`t Try A solidão entranha-se nos ossos deste velho cão vadio. Somos cães vadios e o mu...
Enviado por poesiadeneno
em 18/02/2011 13:18:02
Offline
poesiadeneno
A VIDEZ / V IP/ S OCIALITE
A VIDEZ/S OCIALITE Desfazem quilómetros com as bombas do asfalto. ...
Enviado por poesiadeneno
em 12/02/2011 12:28:08
Offline
poesiadeneno
Natal: o menino Jesus não tem culpa
Natal: o menino Jesus não tem culpa No natal, sobretudo no natal surgem de todos os lados fari...
Enviado por poesiadeneno
em 22/12/2010 21:59:31
Offline
poesiadeneno
Vejo o mundo passar como quem sente
Vejo o mundo a passar como quem sente Vamos para o mundo sem objectivo num universo austero e fu...
Enviado por poesiadeneno
em 18/12/2010 21:22:42
Offline
poesiadeneno
À sombra dos freixos e salgueiros(1ª parte)
Era uma vez um mateiro que vivia com a sua modesta família na parte mais ocidental da E...
Enviado por poesiadeneno
em 14/09/2010 23:13:57
Offline
poesiadeneno
Os animais sabem sempre o que querem( ensaio)
Os animais sabem sempre o que querem. O homem foi, é, e será sempre: ignorante, … As palav...
Enviado por poesiadeneno
em 12/09/2010 21:13:51
Offline
poesiadeneno

há miséria que vira desespero e sofrimento a mais neste planeta há o escorbuto das mentes corrom...
Enviado por poesiadeneno
em 09/09/2010 22:15:35
Offline
poesiadeneno
as 1001 maneiras de trabalhar a terra
as 1001 maneiras de trabalhar a terra o fogo incendiou-lhe a alma ao lançar a semente à terra...
Enviado por poesiadeneno
em 27/08/2010 13:09:42
Offline
poesiadeneno
Esquecera as palavras
Há vozes que se vazam do meu peito e percorrem as enseadas do teu corpo: são beijos e abraços inf...
Enviado por poesiadeneno
em 02/07/2010 23:33:46
Offline
poesiadeneno
A vida é uma caneca de café a ferver
A vida é uma caneca de café... Brincava com as palavras, num olhar de caneca de café sentada à m...
Enviado por poesiadeneno
em 13/04/2010 00:42:00
Offline
poesiadeneno
Amo-te nos meus olhos
Amo-te nos meus olhos À noite -- o mar: é a tua voz que em mim ouço como um lamento. Estás longe...
Enviado por poesiadeneno
em 10/04/2010 00:55:33
Offline
poesiadeneno
Dia de Páscoa
Dia de Páscoa O verde da Natureza trouxe a vida num arco-íris de luz e liberdade: alvorada que...
Enviado por poesiadeneno
em 31/03/2010 23:17:27
Offline
poesiadeneno
A espera
A espera Era noite de breu na minha alma:abismo. Não venhas tarde que(cá) te espero antes que ...
Enviado por poesiadeneno
em 26/03/2010 23:48:33
Offline
poesiadeneno
Mulher-Mar
Mulher-Mar Tens nos olhos o mar e nos ombros aloendros. À tardinha escondes-te de mim. E por que...
Enviado por poesiadeneno
em 23/03/2010 23:44:09
Offline
poesiadeneno
O Sonho De Van Gogh[Dia Mundial Da Poesia]
O Sonho De Van Gogh[Dia Mundial da Poesia] Van Gogh teve um sonho a três dimensões: com a prime...
Enviado por poesiadeneno
em 21/03/2010 12:12:20
Offline
poesiadeneno
Hoje és, apenas, pai [Dia do Pai]
Hoje és, apenas, pai [Dia do Pai] De horas e lembranças – completo o nome. Três letras infinitas...
Enviado por poesiadeneno
em 19/03/2010 14:12:06
Offline
poesiadeneno
O Rei de Roma
O Rei de Roma O Rei de Roma encheu todos de razão. A seguir esvaziou os montes. Agora anda pelas...
Enviado por poesiadeneno
em 17/03/2010 21:59:02
Offline
poesiadeneno
Mu-lher
Mu-lher Na-da emu-de-ce a tu-a bo-ca Na-da pá-ra a cen-te-lha do o-lhar Os te-us de-...
Enviado por poesiadeneno
em 08/03/2010 22:10:46
(1) 2 3 4 ... 8 »