https://www.poetris.com/

PORTUGAL

 
PORTUGAL
 
 
Dos infinitos versos da minha alma componho
Que o meu país de bravos costumes está perdido
Nos salmos em espasmos de tantas batalhas
Já vencidas, além terras, além mares, no horizonte
Abismo de tantos oceanos, rasgados no céu
Envelhece nas lembranças por um teu instante
Povo de grande bravura de passos cansados
De valentes soldados que lutaram com a vida
No sangue derramado, de tantas lágrimas
Das viúvas, que ficaram sozinhas
Pelas ruas do tempo, nos filhos órfãos
Dos que ergueram este nosso país
E o seu hino de glória entoaram na perdida
Liberdade esquecida, já sem o pão, sem a paz
Que tanto procura na sua pobre alma
Abolindo as poeiras dos seus pensamentos
Teu nome proclamam entre os trovões
As tempestades na profundeza do mar revolto
Agora no meu país tão amado, adorado Portugal
Já não há heróis, não há homens de coragem
Só há cobardes sem espadas, sem apelo à justiça
Quimera perdida esquecida dos que desertam
Desta terra, não me refiro ao que emigram...
Mas sim aqueles acomodados que nada fazem
Para melhorar este tão belo jardim já plantado
Que é este meu amado solarengo Portugal.

🍂
Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
PORTUGAL

NOME -LUANDA

 
 NOME -LUANDA
 
 
NOME -LUANDA

Se eu te pudesse trincar
Ó terra quente sentir o teu
Paladar de vermelha terra
Quem te disse que eras
E és selvagem tinha razão
Praias morenas de mil cores
Sol quente da fruta madura
E das madrugadas serenas
A chuva quando falta muito
Pede-se com muita felicidade
Planícies de erva capim seco
Das gentes simples das cubatas
Musseques, palmeira com dendém
Das picadas, febres com poeira
Se eu te pudesse trincar terra
Seria o momento mais feliz
Das saudades da mandioca, fuba, funje
Mangas, fruta pinha, cocos, do cajú
Cana de açúcar, do mamão
Da papaia de toda a fruta colorida
Com missangas de mil cores
Dos aromas, dos odores sentidos
Na minha memória, lembranças
Já esquecidas, dos chinelos no dedo
No chão quente, com o sol adormecido
Se eu te pudesse trincar o terra sem nome
Na minha mente sentiria o teu doce paladar.
- Luanda -

Isabel Morais Ribeiro Fonseca.
 
 NOME -LUANDA

Pulsando o tinteiro...

 
Pulsando o tinteiro...
 
Porque não posso viver sem saudade negocio com o presente o passado e pareio os dois lado a lado.
Para o futuro quero presente um pouco desse hoje!
Porque sinto saudade da saudade de todos os tempos...

honey.int.sp.15/07/2017

Imagem retirada do Google.
 
Pulsando o tinteiro...

NAVEGANDO

 
NAVEGANDO
 
“Quando nos sentimos perdidos
É como navegar no tempo
Esquecendo-nos de tudo
Apenas sentindo o vento”

Para melhor leitura, clique na imagem
 
NAVEGANDO

O Mundo Parece não Existir

 
O tempo parece que não passa
Quando estamos juntos
O mundo parece não existir

Eu fico igual criança com medo do escuro
Se não estamos juntos
A vida parece não ter sentido

Eu não sei existir sem você
Eu não sei existir sem você
O mundo até poderia existir...

Eu não me importo se as pessoas não me vêem
Por que você é o meu sorriso
E o mundo não importa pra mim

Se acaso você fala em partida
Eu não consigo conter os meus olhos
E o mundo desaba em mim

Eu não sei existir sem você
Eu não sei existir sem você
O mundo até poderia existir...

Há noite é que eu sinto a sua falta
Dos teus carinhos em meus cabelos
Por que tem que haver um amanhã sem você?

E se eu fico a sonhar ao ouvir a nossa canção
Ela parece não mais ter um fim
É assim que eu existo ao trazer-te pra mim.

Eu não sei existir sem você
Eu não sei existir sem você
O mundo até poderia existir.

Produzido por Christine Aldo
Village, Novembro de 2011 no dia 08.
 
O Mundo Parece não Existir

VOLTAR

 
VOLTAR
 

Se eu pudesse
Voltar atrás por momentos
Seria talvez louca
Mas procuraria na tua boca
O sopro de vida
Que me falta neste momento.

 
VOLTAR

IMAGINAÇÃO

 
IMAGINAÇÃO
 
“O amor voa nas asas da imaginação de
quem sonha seja dia, ou seja, noite”.

Ângela Lugo

---------------------------------------------------------------
POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
IMAGINAÇÃO

CARTA DE AMOR ( I )

 
CARTA DE AMOR ( I )
 
Uma carta de amor pode levar calor
Para um coração esquecido no tempo
Reavivando uma história de amor

POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
CARTA DE AMOR ( I )

saudade!!!

 
saudade!!!
 
A saudade não se vê,
não se escreve,
nem tão pouco se lê!
Apenas existe para quem a sente!

A saudade no coração é pesada,
mas torna o pensamento leve
voa,leva-nos para bem longe
e faz-nos sonhar
trazendo para bem perto
quem está ausente.
 
saudade!!!

Hoje Acordei assim

 
Hoje acordei assim, com medo de tudo e angustiada.
Acordei com a sensação de ter perdido tudo, sem perder nada. Acordei com vontade de chorar, de gritar, de sumir. Ja não entendo mais o que eu entendia, ja não escrevo mais como escrevia.
Sou mãe, esposa, gosto disso, mas sinto saudade da mulher que eu era, com garra e vontade, sempre expressando com as melhores palavras, das mais profundas ate as mais superficiais.
Hoje acordei com a sensação de não ser nada, não ser ninguém, não conseguir conviver com a vontade que tenho de ainda ser alguém.
 
Hoje Acordei assim