https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Andergeo33

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Andergeo33

Embriagado de amores.

 
Quem me dera poder provar desse vinho...
Embriagar-me-ia com toda a certeza.
Degustaria cada gota,
Cada essência deflagrada
Da taça que é tua boca.

Que me dera, pois beber da tua alma...
Todos os tons e sabores existentes.
Morreria de prazeres
E desejos mais ardentes.
Morreria embriagado de amores.
 
Embriagado de amores.

Meu destino.

 
Coloquei os meus pés
no caminho da luz,
onde a noite brincava
de amor com o céu.
E como um carrocel
vi estrelas cantando
Cantigas de amor para o mar.
Naveguei mundo afora
e agora não sei...
Onde foi que eu deixei
meu lugar?
Vou buscar meu destino,
ei de ser o menino
e o destino que tenho
é cantar, é cantar...
 
Meu destino.

O beijo esperado.

 
Beija-me tua boca pequena,
Os lábios que eu desejava,
E a aurora que tu esperavas,
Chegava a gotas serenas.

E o canto da noite perdida,
Clamava os suspiros sonhados,
Do gosto do beijo apanhado,
Chorava a beleza esquecida.

O corpo alentado dormia,
Nos braços de Orpheu galopado,
Que antes do fim esperado,
Tal beijo já te merecia.

E contas de ouro brilhavam
No dorso da mulher amada,
E a boca que ainda calada,
Esperava o beijo de amor.
 
O beijo esperado.

O que restou-me.

 
Vaguei no limite
do corpo caído,
perdi o começo
dos dias de paz.

A quem me contentas
no oco do mundo,
de quem lá no fundo
não suportou mais.

Versei por caminhos
que não desejei
e fui ofuscado
por nada dizer.

Ainda restou-me a saída,
ainda restou-me o desejo...
Ainda restaram palavras e o ponto final.
 
O que restou-me.

Teus olhos.

 
Ah! Os teus olhos...
Dois rubis preciosos.
Foram eles, os teus olhos
Quem me colocaram aos teus pés.
Por eles eu vi tua luz
E a tua luz inundou-me a alma;
E posto que visse tua calma;
Teus olhos mostraram-me amor.
 
Teus olhos.

Paradoxal.

 
Aliás
Meu tom de azul
Virou anil
Lilás
Mil cores surreais
Meu sentimento nu
Um ponto cardeal
O norte virou sul
Igual ao gelo cru
Que existe no iglu
Do espaço sideral
O fruto furta-cor
De cor azul-anil
Braseiro, bom, Brasil
País da zona sul
Da América e tal
Abaixo a central
Daquela estação
De trem de ferrovia
 
Paradoxal.

Fina flor.

 
Hoje avistei de longe
Um jardim de poesia,
Onde o verso fez-se hoje
O que desejou um dia.

Avistei doces palavras
Que vestidas de amor,
Embelezavam a vida,
Versando de fina flor.

Eram versos decorados
Que dentre os apaixonados
Contemplavam a luz do dia.

Lembraram-me de você,
Quando em pleno amanhecer
Inspirava-me poesia.
 
Fina flor.

Doses de mim.

 
Recomendo a ti,
doses de mim...
Beba-me lentamente
a ponto de embriaguez...
Degusta-me sem parcimônia,
prove de todo o meu teor...

Aprecie cada gota de minh'alma
que vagou por entre as fontes
que banhavam a poesia...

De lá trago a minha essência,
donde as flores mais alegres
cantavam mil melodias.
 
Doses de mim.

Galope do tempo

 
Cavalga no tempo e espaço
no passo do teu pensamento...
Tão lenta a vida me guia
e eu que nos braços do vento,
galopo de noite e de dia
no lombo do esquecimento.

De outrora me bate a saudade
dos dias de minha infância...
E eu viajando no tempo,
lembrei-me do esquecimento
que a pouco tomava-me agora.

Cavalga no tempo e espaço,
que antes de ser o que quero
não basta a ti ser sincera...
E eu galopando no vento,
Lembrava-me o esquecimento
e os dias que tive outrora.
 
Galope do tempo

Um olhar.

 
Um olhar guarda segredos
de tempos distantes.
Tem em si próprio mistério
segregados no semblante.

Fala quando quer ouvir-se...
Cala quando quer guardar-se...
Um olhar revela mundos
nunca antes desejados.

O olhar é o doce amigo,
amante do que reflete...
Irmão da face que chora,
Verdade de quem se vê.
 
Um olhar.

Doce pomar.

 
Doce deleite da flor,
corre espaço, ventania...
E no azul do céu-anil
vejo um dia de alegrias
por onde passar você.

Fruta madura no chão,
no pomar dos sentimentos...
Entoadas na canção
vou levar meus pensamentos
por onde você passar.

Hoje vai acontecer
um encontro: céu e mar
por onde passar você,
por onde você passar...
Frutas maduras no chão,
corações, doce pomar.
 
Doce pomar.