https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Gustav.Martyn

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Gustav.Martyn

Arte

 
A arte viva, minha vida ferida
Corre em vermelhas veias velhas
Planando em um plano rio pleno
Em versos sucintos
Que mostra o que sinto
 
Arte

A Lua

 
A noite brilha mais para mim
Pois para outros brilha o dia
E para mim é como marfim
Que me traz lembranças frias
 
A Lua

Meu Bom Dia

 
O céu torna-se negro
As brumas na ventania
Meu dia fica íntegro
E sai da monotonia

2016
 
Meu Bom Dia

Plasma & Carbono

 
Almas, espíritos, carbono
Fantasmas e lembranças do passado
Plasma que ataca no sono

Vultos turvos e aguçados
Vultos com rosto torto
Vultos perdidos no ar
Vultos com traços familiar
Vultos, parente já morto

Ele quer meu sono
Ele quer meu corpo de carbono

2016
 
Plasma & Carbono

A Serpente Arco-Íris

 
Se rastejava de norte a sul
Seus rastros geram vales e vilas
Criou o sapo d'água azul
Que explodiu gerando mares e ilhas
E apartir daí, todas as formas de vida

Todos os animais seguem a serpente
Que traz leis para os desobedientes
Transformando em animais os elevados
E em ser-humano os elevados.

Meu poema sobre a mitologia Aborígene
 
A Serpente Arco-Íris

Brasil Monarca

 
País tão poderoso
Com moedas de prata e ouro
Só os mais ricos países
Faziam este tesouro.

2017
 
Brasil Monarca

Desejos Mortais .feat ProtoCloud

 
Ontem me masturbei
Com o cadarço no pescoço
E estava vermelho, quando eu olhei
Para a cor do meu gozo

Passeios no cemitério relaxam minha alma
Mas não cicatrizam os meu traumas

No inicio é doloroso
No meio é torturante
Suicídio é o fim
Mas o fim é entediante

Muitas pessoas tem medo de morrer
Mas não tem motivos pra viver
Tem gente que quer fazer história
E deixar seu legado
Mas seu sistema, já tem você como gado

Pouco sei que soube
Que a vida é uma fachada
Pois somos sacos de carne
Destinados ao nada

A vida é dolorosa
A vida é torturante
Homicídio é o fim
O fim é entediante

Dor eminente
Abismo sem fundo
Não fico contente
E me tiro do mundo

Que doce ilusão
Venha cá e acorde
Pra um mundo sem cortes
Com arpejos e acordes
Do meu violão

2017
Gustavo Martyns & ProtoCloud
 
Desejos Mortais .feat ProtoCloud

Malditas Lentes

 
As lentes!As malditas lentes
As lentes,por elas
Não vejo as nervuras dos olhos
Os lapidados sulcos puxados
De seus olhos.

As lentes!As malditas lentes!
As lentes, que me impedem de viver
A experiência completa
De teu penetrante e forte
Olhar.

As lentes!As malditas FUCKING lentes!
Que não deixa que meu olho
Chegue nu, em seu olhar
Seu Doce, meigo e voluptuoso
Olhar

As Armações! As malditas armações
Armações que cercam as lentes
E me impede de furar com os cacos
Seus olhos, seus lindos e inquietos
Olhos.

2017
Poema que fiz para conquistar a garota que eu gostei(até que deu certo).
 
Malditas Lentes

Casamento Líquido

 
No baile aclamado
Conheci meu homem amado.

Namorei certinho
Para ter um casório direitinho.

Meu vestido branco
Enamorava seu olhar brando.

Lua de mel perfeita
Vida de casada, sempre satisfeita
Vida sexual ativa e quente
Que durou até a primeira cria
Após o amado viciar se em aguardente.

O homem que me toca
É o mesmo que me violenta
Se isso já foi prazer um dia
Hoje, não passa de lenda.

2018
 
Casamento Líquido

Solitário

 
Parece que nasci para ser sozinho
Ninguém cruza meu caminho
E independente da situação
Meus caminhos, não cruzarão

A companheira de meus sonhos
Ainda não foi sonhada
Anda meio bizonho
Não acordo para nada

Não tenho banco de mágua
Sou o fundo seco de um poço
Que nenhum cidadão
Lembra que já teve água

2017
 
Solitário

Ser Humano

 
Não temo a demônios
Temo meus hormônios
Pois sou ser humano
Animal violento, louco e insano
 
Ser Humano

Dor

 
Ela era dopada e sem vida
O apse de seu dia, era ser ferida
Atuante de bestialismo
Pegue minha mão cara dama
E seja bem vinda
Ao sadomasoquismo

Primeiro critério
As vezes faremos no cemitério
Aqui tem gente boa e gente ruim
Mas isso não interessa para mim
Uma hora todos chegam ao fim

Fizermos como tarados
Para mim não importa quem esta enterrado
Varinhas de plástico, açoites de cetim
Algemas e chicotes, prazeres sem fim
Dor...dor...dor...

Dor esta doendo meu amor
Mas não pare por favor
Continuaremos além e adiante
Sinto prazer com sangue

Cera derretida em sua genitália
Cortes nas coxas, feitos com navalha
Satan nos observa tomando sua breja
Espera que eu lhe entregue de bandeja
Pobre, coitado, só pode estar com inveja
Nosso sexo é com dolor
Deus nos olha com horror
Esqueça tudo isso é sinta dor

Velas derretendo, sangue escorrendo
Línguas lambendo, amantes gemendo
Pernas tremendo, seios doendo
Sexo horrendo, pessoas vivendo
Garota morrendo, com um pouco de dor
Dor(Que horror)
Dor(Sem pudor)
Dor(Dor)

"Pseudopoesia" para uma musica no estilo NIN que eu escrevi
 
Dor

A Filosofia Na Sociedade

 
Com isso questiono assuntos diversos
Assuntos esses, melhoram minha opinião
E modo de agir, de forma importante
Isso é filosofia
Oh ser pensante

A ciência que reflete e questiona
E nos leva a preocupação, como
O que é cidadão? Sou um nesse instante?
Quais são seus direitos e deveres?
Oh ser pensante

A Filosofia conceitua
Na opinião política e social
Pode até ser um cidadão atuante
Você cria seu próprio conceito de opinião
Meu caro ser pensante

2017
 
A Filosofia Na Sociedade

Crise Poética

 
Será que sou realmente cruel?
Sou um morto que escreve

Melhor para o bem ou para o mal?

Sou bom de um jeito mórbido
O tempo passa quando escrevo sobre amor
Mas não o vejo passar
Quando estou retratando a dor

Descrevo a natureza com destreza
Mas gosto de ver o sangue com mais clareza

Gosto de meus poemas místicos
Mas para o sangue
Tenho o senso mais crítico

Sou ser humano, mas, alem disso
Sou o que afinal
Puxa mais o lado do bem?ou do mal?

2017
 
Crise Poética

Pinturas

 
Pinturas sobre óleo
Pinturas sobre telas
Pintores pintam flores
Eu pinto borradelas

2017
 
Pinturas

Arte

 
A arte viva, minha vida ferida
Corre em vermelhas veias velhas
Planando em um plano rio pleno
Em versos sucintos
Que mostra o que sinto.

2017
 
Arte

Miocárdio

 
Pedaços de pedra
Pedaços de pão
Um se esmigalha com água
Outro se destrói com a mão
Um reflete as pessoas
Um representa a humanidade
Sempre ouvindo as loas
Rejeito a autoridade.

2016
 
Miocárdio

Poção De Mana

 
Sinto uma flecha,flechada em meu peito
E vejo imagens passando de vidas passadas
O navio da consciência parte sem leito
Vejo mulheres que já foram minhas amadas.

Me revive, me retorna
Me regenera, me alucina
Poção mágica de mana
Me traga de volta a vida.

Quem me dera a bela clérica
Satisfazer os meus desejos
Poção mágica de mana
Me retorne a minha ira
Poção mágica de mana
Nectar Safira,Safira.

2017
 
Poção De Mana

Perdição

 
Os olhos do destino
Estão cegos, feridos
Onde está o divino?
Pois estamos perdidos.

2016
 
Perdição

Sofrimento

 
Dizem que querem morrer
Rio deles
Dizem que tem depressão
Rio deles

Digo que quero morrer
Me casuam
Digo que a angústia me ama
Me casuam

Todos sofreram na vida
Em qualquer momento
Com qualquer idade
Mas nós desconhecemos
A palavra auteridade

Passados manchados com sangue
Bebidas, ódio e morte
Passados manchados com fraqueza
Miséria, bulling, pressão e pobreza

Pensam que esse último
Não e tão trágico
Pois tem dó dos mais dramáticos

Nascemos e vivemos
Em todos os dias aguçados
Todos já morreram no passado.

2017
 
Sofrimento