https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de rodas

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de rodas

Inevitável ∆

 
 
É tua promessa de céu que expande a beleza da queda.

No extraordinário mover

Degrau

a

Degrau...
 
Inevitável ∆

9 x fora∆

 
 
É lamento suposta falsidade rimas em soneto de hipocrisia são tantas mentiras letras perversas de agonia teatro de vaidades egocentrismo diante do que ver pensa ter sentido ou alguma beleza nessas inverdades continue escreva o sabor do sangue nas curvas do asfalto
 
9 x fora∆

Prevê ∆

 
 
No ar o medo na queda a superação na mão a lâmina do degredo o sonhar inverso da perversão
 
Prevê ∆

X do óbvio∆

 
 
O sol escalda a carne treme! o sangue ferve...o som sacode a alma fluindo pressente os nervos forjados no aço congela o grito na língua que dança
A Lagrima disfarçada em indiferença ironia e agonia
 
X do óbvio∆

Menos é mais

 
Amar exige sacrifício. Renúncia do ego.
 
Menos é mais

constantemente ∆

 
Eu vejo os sinais ou penso que vejo
Do infinito conectado
Intuição que fala ao raciocínio desencontrado.
 
constantemente ∆

Tenaz ∆

 
Achando que nada
tinha para falar
Foi lá
E...
Disse tudo.
 
Tenaz ∆

Esconjuro∆

 
Eu pensava que a fidelidade de um sentimento prometido perdurava para além do existir presente ou ausente estaria permanente pela escolha do querer. Infelizmente estou aprendendo que é diferente não é bem assim o mundo é um baile mórbido de máscaras e fantasia
 
Esconjuro∆

A Carapuça me serve

 
Impotência impossível irritante irracional Ai que ódio mortal dessa tecnologia robótica débil mental sem assunto sem poesia tão sem graça tão sem rima e boçal.
 
A Carapuça me serve

Z∆°

 
de palavras aversivas
Brutais como punhais
Porém de paixão imbuídas
Traçava com precisão
Na pele e alma
fatiadas
E ali imprimia o coração.
 
Z∆°

sutilmente∆

 
hoje lembrei da lama na pele, nos poros
dos passos medrosos percorrendo as armadilhas do lixo
lembrei vividamente do gosto podre dos esgotos invadindo minha boca que só queria cantar na língua das estrelas.
o caminho foi perdido
a teima da carecia fez cegueira para além da escuridão
a dependência fez perder a razão, a moralidade e o chao se mostrou raso.
Porem teimosa persiste a semente, morrendo mais uma vez para brotar a pureza da vida
talvez nao seja agora, nem amanha...
mas sei que se movem em mim os ponteiros dos dias
Paciente aguardo e aprendo que o tempo jamais erra e a vida jamais castiga
 
sutilmente∆



Rodas _



"Assim o é se lhe parece" W.Shakespeare