https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Chou

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Chou

Entre +

 
 
E apenas deite teu coração
Dentro do meu.
Quietamente
Mansamente
Como quem voltou
Ao lar
Ou
Contente
Feliz
Cantando poesia
No som do olhar
Entre
Se quiser
Do único jeito
Que houver
Ou puder

Entre...
E fique para sempre
Dentro dos segundos
Que tiver
 
Entre +

O tamanho do nada +

 
 
A maior recompensa em poder amar é não esperar nenhuma.
 
O tamanho do nada +

fora do entre aspas

 
 
de delicadezas como rendas sopradas
em proezas de sendas abraçadas
rodopia com furia as letras gentis
num som de ternuras reconhecido
em todas as horas iguais
feito dias coloridos, estrelas de carinho
espolgando risos como quem beija com
sabor de amanheceres.
reconheço por detras do oculto
e do rugido
esse coraçao campeao
onde me encanta e cativa
em todas as vidas que vivi no antes e viverei no depois daqui.
 
fora do entre aspas

"sorte sua" †

 
 
Sentia o fogo
Sentia a carne queimando
À alma se despedaçando
Sentia o som
Sombrio
Secando por dentro da lágrima
Suspirava
Arquejava
E
Ria
Afinal o inferno
Ainda era um céu
Perante o furor
Daquela falsidade
E covardia.
Que nada mais seria
além dum disfarce para
O que doía
Doía
Em...
Demasia.
 
"sorte sua" †

gosto dessa fartura e nao me canso †

 
 
do destruir insano dessas poesias
prosando sonetos e rimas de fogo
caindo nas profundezas de tudo
menos no torpor

do rugir desejos disfarçados em melancolias
ameaçando degredos em fotos vazias
entre hiatos de retiradas como cruzes nuas
e choro roubado de beijos

jamais me cansarei dos arames
das farpas, da lima e linha
que me cose,rasga, nivela,decepa e une
na perfeição do mover extraordinário
das suas mãos.

jamais me cansarei da vida que de mim
voce REtira

e depois
me devolve mais outras mil vezes.
tal qual a magia do que cria;

more than forever.
 
gosto dessa fartura e nao me canso †

inversø †

 
 
Confesso que esperei que tivesse sido, mas esse raciocinar tolo é tal qual desequilíbrios no jogo das margaridas que assim como você no espanto tende a correr.
Ao meio do bem querer.
 
inversø †

Teorias de Painho

 
Há cerca de um mês, abri uma minúscula mercearia, nela coloquei um balcão de madeira (falta o vidro ainda), quatro prateleiras e uma placa de canelados e finalizando o velho caixa do meu falecido Tio Leque e seu baleiro de vidro.Tenho poucos clientes no momento ainda não conheço à vizinhança mas sinto que vai dar certo. Conversando à respeito disso com meu pai percebi que ele ficou animado com meu feito. Conversa vai conversa vem falamos dos perigos da ladroagem e ele me deu uns conselhos do tipo: Mantenha o negócio aparentemente pequeno e se possível com um pouco de poeira. Achando graça perguntei:
- Qual o motivo da poeira?
Ele com ar sábio nos olhos azuis me fitou sorrindo:
- Ladrões não reparam em negócios pequenos com jeito de pouca freguesia.
- Tem lógica e uma teiazinha de aranha cabe?
- Com certeza. Cresça sem pressa mas sempre na proteção da quase falência.
Ri feliz com os conselhos de Painho e como tradição: Estou aqui com determinação revisando minha poeira e teias de aranha rumo ao sucesso de um negócio duradouro.
 
Teorias de Painho

Garoto

 
Não seja estúpido...
Teimoso fez essa desfeita de morrer.
Deixou às flores, os poemas e meu coração no centro do gelo.
 
Garoto

de fogo †

 
 
"A aparência humana é forjada em ferro.
O corpo humano é uma forja ardente.
O rosto humano, uma caldeira.
O coração humano, seu estômago faminto."

(Willian Blake)

É tua cena
Meu aplauso
Vociferando
Alento
E
Lima
Aliciando
Do
inferno à pena
 
de fogo †

Revelia †

 
 
- mas você é um menino!
- e dai?
- Dai que meninos não usam maquiagem.
- Quantas caras você acha que o Diabo usa para ser amado como Deus?
Em silêncio...
Observou o céu procurando o caminho das estrelas onde sabia que estava guardado dele o verdadeiro coração.
 
Revelia †

eu bebo sim†

 
 
aprendi de dose em dose curtir
o cerebro embotando
o corpo anestesiando
e as brumas a alma enterrando
aprendi fingir andar de passos
aprumados
sorriso bem arranjado
disfarce a prova da bala e ironia
de copo em copo
o zunido da musica
a salvaçao da poesia
e a solidao que feria
e aprendi
que o que nao mata derruba
e que nesse mundo tudo tem
um preço
de milhoes ou meros centavos
cada um seu valor
nem que seja zero a esquerda.
aprendi que sabedoria
tem certa relatividade
na hora que se mostra
sem maquiagem.
 
eu bebo sim†

Dessa vez sem rimas e chocolates †

 
 
Às vezes tento ser aquilo que julgo ser firme, no entanto flagro minha súbita coragem agarrada por entre as curvas do asfalto bêbado pelas dubiedades das cruzes desmaiadas nos abraços das margaridas tão mudas ...Tão nuas meu amor.
Por entre os segredos das horas iguais vou lavando de mansinho o medo apaixonado, como quem guarda a beleza dos raios e o imensurável silêncio.
Hoje não quero ser valente nem gentil.
Hoje enquanto espero o que me minto quero reservar dois dedos da tua lucidez para tragar num gole de dois segundos e meio, depois calar a tecla e morrer inteira nos teus lados quietos dai.
 
Dessa vez sem rimas e chocolates †

Álcool, paixão e tristeza

 
Olhou para o lado
Como que ausente
Falou do tempo
Do mal estar
Talvez da confusão
Mas no ar desbotado
Era o não querer estar
Latentes
Mal disfarçado
De silenciosa
Solidão
Eu...
Cansei da maratona
Do requintado
Mas mesmo assim
Fiz cara de nem ai
bebi mais outra dose
me deixei levar pela falsa paz
e tentei seguir...
 
Álcool, paixão e tristeza

¡¡!!!l

 
Nem sei se ainda vale à pena seguir os opostos sinais subir ou descer os degrais das tuas estupidas poesias linhas de falsas catedrais
 
¡¡!!!l

Indigente dos sorrisos

 
Como tudo nessa vida tem valores e amores, com ela apesar dos pesares não era diferente.
Mesmo que escondido carregava no mais profundo de si um sonho.
Sonhava uma vez ao dia durante à noite depois das luzes apagadas (se sentia mais segura) Fechava os olhos e sonhava que tinha um Lindo sorriso, alvo,brilhante e extremamente doce.
Sonhava que tinha um estoque ilimitado de sorrisos,de todas as formas e estampa era tamanha sensação de alegria que era como se tivesse ganho na loteria e pudesse com todos repartir distribuindo sorrisos especiais à toda gente.
Era como quem fosse ela a mamãe noel dos sorrisos.
Assim com esse tolo sonho todas às noites embalada por ele adormecia.
Um dia dormiu e não mais acordou, a vizinha foi interpelada pelo antigo patrão:
- e morreu assim sem mais?
- sim Senhor - Respondeu a mulher.
- Que pena...Apesar de sempre esconder o tímido rosto, ela sorria com os olhos e iluminava meu dia.
- o meu também, pena que ela morreu sem saber quantas alegrias causou
O homem colocando uma pequena caixa entre ás maos da senhora disse:
Me importei tarde demais me aproveitando do fato dela nunca ter me pedido nada ou reclamado, mesmo assim entrega por mim por gentileza?
Andou até onde jazia o corpo, ofertou uma rosa e foi embora.
A vizinha curiosa foi entregar o presente ao pé do caixão colocou a caixinha.
Lá ficou parada cismando...

Depois escrevo à continuação. Agora perdi a vontade 😕
 
Indigente dos sorrisos