https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de CecíliaVillanova

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de CecíliaVillanova

Cecília Villanova nasceu em Caruaru-Pe

O PAPEL

 
O PAPEL

Olhei-o de uma só vez,
lá estava ele, branquinho...
Atirei-lhe os sentimentos,
tornei-o vivo.
Já não era vazio.
Enchia-me os olhos -
lá estava o pensamento.
Seu papel, seu destino,
fôra para sempre destinado
com um poema carimbado.

Cecília Villanova
 
O PAPEL

A VOZ DO POETA

 
A VOZ DO POETA

Nós, poetas, somos instrumento
para o povo.
Assim como todos os dias
o sol se faz necessário,
também é a voz do poeta.
Que, silenciosa, arrebata do peito
em forma de revolução
e sai transfigurada no papel.

Cecília Villanova
 
A VOZ DO POETA

DA SOLIDÃO

 
DA SOLIDÃO

Na rua onde moro
existe três casinhas bem juntinhas.
Como pequenos vagões de trem,
como três lindos jarros.
Dentro delas há uma mulher
triste e sozinha.

Cecília Villanova
 
DA SOLIDÃO

----

 
...O vento varria tudo:
varria o medo,
varria meus pensamentos
e até o que eu não sabia.
Varria a solidão
com seus músculos sólidos,
varria o tempo,
varria a chuva.
Levando embora
algumas folhas de nossas vidas...

Cecília Villanova
 
----

...

 
Há momentos em nossas vidas
que ficam escritos
somente na memória.

Cecília Villanova
 
...

MÃEGUEIRA

 
MÃEGUEIRA
À minha filha Maria Cecília

Tens o dom de acolher
Para se fazer ninhos.

És mãe com sua enorme beleza,
doçura e carinho.

Nos dá a paz que necessitamos
ao longo do caminho...

Com o seu balançar,
fazendo barulhinho,ouvimos o teu cantar.

Cecília Villanova
 
MÃEGUEIRA

TEMPO

 
TEMPO

Como numa batalha avassaladora
não tive medo.
Fui encontrar-me com o espelho.
Pensava que o espelho fosse
baralho cigano.
Mas de cigano, só minha vida...
É. O espelho não mente;
ele mostra a nossa cara
pra cara da gente.
Mostrou-me as horas
que ficaram para trás
e que estavam estampadas
nas rugas do meu rosto.

Cecília Villanova
 
TEMPO

A ESMO

 
A ESMO

...Como é bom ficar distraída
a passar o tempo
olhando o tempo.
Como se o vento,leve brisa
fosse carregando-me
infinitamente
para algum lugar
sem limites...
Lá sentir-me nuvem -
Doce algodão,
a deslizar no céu
e só passar,passar,passar...

Cecília Villanova
 
A ESMO

TORMENTO

 
TORMENTO

Teus ouvidos estão surdos.
Tua boca está muda.
Teus olhos vêem coisas vãs.
Teu corpo não se harmoniza
com o estado lógico e perfeito.

Tudo muda a cada instante.
A vida passa e permanece
no outro
bem próximo e distante.

Cecília Villanova
 
TORMENTO

...

 
Mas,para mim,não basta sentir
É preciso grafar os sentimentos
É preciso autenticá-los perante os olhos.

Cecília Villanova
 
...

O HOMEM E O OBJETO

 
O HOMEM E O OBJETO

O homem...
O homem e seu objeto.

O homem objeto do homem.
O objeto natureza do homem.

O homem sozinho.
O objeto vazio.

O homem:expressão de sentimentos.
O objeto:imóvel,útil,decorativo...

O homem - armazém de idéias.
O objeto - um armário...

O homem - ciclo.
O objeto - reciclável.

Cecília Villanova
 
O HOMEM E O OBJETO

REFLEXO

 
REFLEXO

Quando as minhas mãos
deixarem de ser acesas...
Serei mais que luz.
Estarei presentemente
dentro dos teus olhos.
E aí me servirás de espelho.
E eu me verei
e tu te verás:
nos meus olhos
e nos teus olhos...

Cecília Villanova
 
REFLEXO

PROCESSO

 
PROCESSO

Escrevo com o lado esquerdo,
direito do coração!
Escrevo como quem sente
Escrevo com a razão?
- Com a bala que entra no paletó velozmente.

Cecília Villanova
 
PROCESSO

...

 
ESCREVER É A ARTE
DE DESENHAR PENSAMENTOS.

Cecília Villanova
 
...

POEMA

 
POEMA

Chegou...
Entrou sem pedir passagem
Fez-me passar como louca
entre esses mortais
Utilizou-me para apresentar-se
nu sobre o papel
Fez em mim sua morada
E quando quer vai embora,
sem hora para voltar.

Cecília Villanova
 
POEMA

AUTO-EXÍLIO

 
AUTO-EXÍLIO

Deu vontade
de ir embora,
bater a porta,
fechá-la para sempre.
Sair
e não me deixar entrar.

Cecília Villanova
 
AUTO-EXÍLIO

CANTO DE AMOR AO POEMA

 
CANTO DE AMOR AO POEMA

Mas, não emudecerão
meus pensamentos
nem secará a tinta de sangue
que goteja de minhas mãos.
O poema, em mim, inunda
tal qual um rio
feito de lágrimas,
águas claras...
De onde emerge vida.

Cecília Villanova
 
CANTO DE AMOR AO POEMA

DÚVIDAS

 
DÚVIDAS...
O QUE FAZER COM ELAS?
DUVIDE DELAS!

Cecília Villanova
 
DÚVIDAS

GESTAÇÃO II

 
GESTAÇÃO II

Adormece em mim um poema.
Ele está mais vivo aqui dentro
que no papel frio,creio.
Será necessário amadurecê-lo
e tê-lo?

Cecília Villanova
 
GESTAÇÃO II

...

 
Nem o tempo,nem a distância
apagará a chama acesa
da memória de amor
que nós dois fizemos juntos.

Cecília Villanova
 
...